Follow by Email

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

"OS MINISTROS DENUNCIADOS AINDA ACHAM QUE A POPULAÇÃO ACREDITAM MELES"


Ministro nega fraude em Copa, mas diz que denúncias serão investigadas.




Jornal afirma que Mario Negromonte deu aval para documento adulterado. Foto: Renato Araujo/Agência Brasil
Jornal afirma que Mario Negromonte deu aval para documento adulterado
O ministro das Cidades do Brasil, Mario Negromonte, admitiu nesta quinta-feira que a pasta investigará possíveis fraudes nas obras para a Copa de 2014 na cidade de Cuiabá, mas negou que tenha cometido qualquer tipo de irregularidade.
De acordo com denúncia do jornal O Estado de S. Paulo, o ministro deu aval a documento adulterado para recomendar projeto de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e desbancar o projeto original de linha rápida de ônibus (BRT) na capital do Mato Grosso. A mudança aumentou em R$ 700 milhões o valor da obra.
Cuiabá é uma das 12 cidades escolhidas como subsede do Mundial. As obras de infraestrutura nesses locais é responsabilidade do Ministério das Cidades. Em depoimento na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado, Negromonte explicou que a decisão foi tomada pela equipe técnica, mas que ele não participou pessoalmente.
"Eles são técnicos e têm autonomia para a análise", argumentou Negromonte, um dos dois ministros do governo de Dilma Rousseff que está sob suspeita de fraude. Seis membros de seu gabinete já caíram por denúncias de corrupção.
O outro dirigente que está envolvido em denúncias de irregularidades é o Ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, acusado pela oposição de tráfico de influência por ter prestado assessoria a empresas que ganharam licitações para realizar obras em Belo Horizonte, cidade que governou entre 2002 e 2009.
Durante o comparecimento no Congresso, Negromonte foi apoiado pela base governista, que afirma que não há provas de fraude. "Estamos tranquilos e satisfeitos com a atuação do ministro", disse o senador Benedito de Lira (PP-AL).
Na audiência, a oposição foi representada pelo senador Álvaro Dias (PSDB-PR), que defendeu a substituição dos técnicos do Ministério das Cidades.

Como esses políticos Topeias gostam de imbecilizar seus eleitores tentando fazê-los acreditar em suas tentativas que no final termina em suas quedas. Nesse caso do Ministro Negromonte é pior ainda, porque está entrelaçado com o ministro Pimentel, ambos estão presos por um cordão umbilical chamado de escândalo da copa!

Escrito por 




***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário