Follow by Email

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

"DISCRIMINAÇÃO RELIGIOSA PASSA A SER CRIME SEGUNDO A ONU; ORGANIZAÇÕES DAS NAÇÕES UNIDAS"


ONU aprova documento contra intolerância religiosa























A Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou normativa, na segunda-feira, 19, que compromete os governos dos países a combaterem todo sinal de sinal de intolerância religiosa.
O documento aprovado afirma que qualquer ato discriminatório “por razões de religião ou crenças, constitui uma violação dos direitos humanos”. Também expressa preocupação com atitudes que conduzem ao ódio religioso, que não contribuem para uma coexistência pacífica de povos e nações.
A ONU rejeita, assim, textos apoiados pela Organização da Conferência Islâmica (OCI), presidida pelo Paquistão, único país do mundo a ter uma lei da blasfêmia, que protege apenas a religião muçulmana. Por essa lei, qualquer suposta ofensa ao profeta Maomé pode ser condenado à morte.


Notícias Cristãs.

A princípio parece ser algo muito bom essa norma aprovado por a ONU, contudo a disciplina entre as pessoas e religiosos, que com certeza não irão ter essa chamada disciplina, pois a raça humana são muito radicais quando se fala em religião. Eu como evangélico, posso dizer que tenho visto ao longo desses trinta e sei anos dentro de uma igreja evangélica, os radicais de minha religião, são os chamados fanáticos, que não sabem respeitar os direitos dos demais religiosos. Com essa normativa espero que os radicais sejam punidos de modo geral, para que aprendam respeitar o direito de escolha religiosa dos demais. Claro que muito tenho falado aqui sobre atitudes de diversos religioso, mas, falo das atitudes espantosas que nada tem a ver com a religião de determinados pessoas, que acreditam só a religião em que ele segue seja a correta e as demais são coisas do oposto. Cada um de nós temos nosso ponto de vista, assim como temos nossa fé, mas, nem por esse motivo podemos determinar que os demais pensem e ajam como nós, tampouco devemos querer obrigar que eles acreditem no que falamos, e só ouçam-nos, sem no entanto dar-lhes o direito de se expressarem sobre sua fé. Se´somos ouvidos por muitos devemos também dar ouvidos a que nos queira falar, mesmo que não cremos no que falam, mas, podemos aprender algo do diálogo por este apresentado, assim, descartamos o que acreditamos não nos servir, e podemos utilizar o que achamos interessante e importante!
Acredito que com essa normativa, muitos dos líderes religiosos irão ser amenos em seus pronunciamentos quanto à respeito de outras religiões que não sejam as suas! Espero. 

Escrito por;






***FRANCIS DE MELLO***

Um comentário:

  1. Desde muito tempo isso já é um crime, mas, o povo não estão nem aí. Grande maioria dos religiosos em geral acha que só onde ele frequenta é que Deus esteja alí.
    Outros acreditam em outros deuses, e por assim acreditarem, desfazem dos demais religiosos no contesto geral!
    Se assim fosse, teria que haver mais de 15 milhões de deuses, pois é esse o tanto de religião e ceitas que existem no mundo todo!
    Mas, Deus é um só.

    Aquele que fez os céus e a terra e o mar e tudo quanto neles vivem! Esse é o meu Deus, e dono de minha vida!

    ResponderExcluir