Follow by Email

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

"OS ATAQUES ELEITOREIROS JÁ SE ESQUENTAM ANTES DAS ELEIÇÕES DE 2012"


Deputado petista insinua que revista foi usada por tucanos.




O deputado estadual Rogério Correia (PT-MG) afirmou em nota nesta segunda-feira que a matéria de capa publicada pela revista Veja no último sábado levanta suspeitas de que a publicação tenha sido utilizada pelos tucanos como instrumento de ataque ao PT. A reportagem revelou o conteúdo de gravações telefônicas realizadas pela Polícia Federal com autorização da Justiça que comprovariam que o PT falsificou documentos com o intuito de denegrir adversários e enganar ministros do Supremo Tribunal Federal no caso do mensalão. Segundo a revista, a legenda em Minas Gerais, com o apoio da cúpula nacional, se aliou ao estelionatário Nilton Monteiro para realizar fraudes na Lista de Furnas, documento que acusava políticos da oposição de desvios em estatais no ano 2002.
A veiculação da matéria, diz Correia, "levanta suspeita e gera críticas de que a mesma foi utilizada pelos tucanos como instrumento para execução de uma velha estratégia política: 'A melhor defesa é o ataque'". Ele censura a revista por novamente colocar em dúvida a Lista de Furnas, já que, segundo o deputado, ela foi "periciada e considerada autêntica pela Polícia Federal".
Correia critica também o que chama de "fragilidade das provas" e "pueril análise" da revista, acrescentando que só membros do PSDB e do DEM foram ouvidos. "Embora publicada como reportagem, a matéria é facilmente reconhecida como uma entrevista de tucanos e democratas envolvidos na lista de Furnas."
Por último, Correia acusa as notícias da revista de atribuírem "a falsidade a um cidadão preso e incomunicável". "Hoje, quase dois meses após sua detenção, ainda não foi apresentada qualquer prova que justifique sua prisão. Ao contrário, a exemplo do tempo da inquisição, os detentores do Poder o isolaram querendo que ele permaneça no 'calabouço'", afirmou.
O lobista Nilton Antônio Monteiro foi preso em outubro deste ano sob suspeita de extorquir políticos, empresários e veículos de comunicação por meio de títulos de crédito falsificados. Segundo o delegado Marcio Nabak, entre as supostas vítimas de Monteiro estão o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), o ex-ministro do Turismo Walfrido dos Mares Guia, a revista Veja, o jornal Hoje em Dia e o secretário de governo de Minas Gerais, Danilo de Castro.
Não é segredo que tudo e todas as falcatruas apresentados na imprensa tenha manobra política. O PT, quando oposição usava de estratégias como as comentadas agora por o Deputado Rogério correia, agora como são vidraças todos desmandos que eles cometem, jogam para cima da oposição que hoje é o PSDB. Porém agora chegou a hora do PT provar que são realmente honestos como apregoavam quando oposição. Não sou PSDB, PT, nem outro partido que seja não defendo, apenas estou comentando que é realidade! 


Escrito por;





***FRANCIS DE MELLO*** 

Nenhum comentário:

Postar um comentário