Follow by Email

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

"A LIBERAÇÃO DE BEBIDAS COM TEOR ALCOÓLICO NA COPA 2014; É O MAIOR ABSURDO"


Ministro da Saúde: "sou totalmente contra álcool em estádios"



A polêmica discussão sobre a venda e consumo de bebidas alcoólicas em estádios de futebol na Copa do Mundo de 2014 inclui representantes do primeiro escalão do governo federal. Em audiência na Câmara dos Deputados, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, disse nesta quarta-feira ser "totalmente contra" a possibilidade de torcedores poderem consumir bebidas com teor alcoólico em arenas esportivas.
"Sou totalmente contra essa brecha da Lei da Copa que diz que bebida alcoólica poderá ser vendida dentro dos estádios de futebol", disse o ministro Padilha.
Ao mesmo tempo, em outra audiência também na Câmara, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, ironizou o fato de a liberação ou restrição à venda de bebidas ser determinada conforme a conveniência de autoridades privadas ou do governo ou de acordo com a pressão de corporações.
"Daqui a pouco, pela marcha da posição de certas corporações, vamos terminar banindo a bebida alcoólica do Carnaval. Não duvido que se marche por esse caminho. Durante partida de futebol não pode ter bebida e durante o show da Madonna pode? É preciso que se decida. É preciso que se pondere. É preciso que esses critérios sejam balizados com equilíbrio", comentou Aldo Rebelo.
Depois, o ministro do Esporte ainda completou. "Não estou aqui defendendo nenhuma opinião porque não sou especialista nem na área de segurança pública, nem de saúde pública, nem de lazer. É preciso que o Congresso Nacional, que tem capacidade de representar e acolher as diversas preocupações da sociedade, leve em conta essas questões, e não apenas porque haveria uma disputa, natural do capitalismo, entre patrocinadores e promotores", opinou ele.
Atendendo a um pleito da Fifa, que tem contratos com cervejarias como patrocinadores oficiais da Copa de 2014, o deputado Vicente Cândido (PT-SP), relator da Comissão Especial da Câmara dos Deputados que discute a Lei Geral da Copa, defendeu no relatório apresentado nesta terça que a venda e o consumo das bebidas deve ser liberada em bares e restaurantes montados em todos os eventos esportivos no Brasil, incluindo o Mundial.
Atualmente, o Estatuto do Torcedor, de 2003, proíbe o acesso e a permanência de torcedores com bebidas de teor alcoólico em atividades esportivas.
Com toda certeza o Deputado Vicente Candido, tem mais é que defender que seja livre a venda de bebidas com teor alcoólico não só na copa de 2014, como em todos os locais onde tenha eventos esportivos como ele mesmo menciona, contudo essa cambada de faz o que interessa aos seus bolsos, se esquecem de que a bebida esteja matando desde pais de famílias, até a família completa. 
Essa liberação será de uma tamanha irresponsabilidade, que só iremos ver os resultados depois de eventos esportivos como jogos de futebol de torcidas organizadas rivais como as do Corinthians, São Paulo, Palmeiras, Flamengo e outras mais. Depois que tivere esse saldo, verão onde erraram.


Escrito Por;


***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário