Follow by Email

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

"EXÉRCITO PODERÁ ENTRAR EM CONFLITO COM PMs E BOMBEIROS NO CEARÁ"


CE: general do Exército não descarta conflito com grevistas.
03 de janeiro de 2012  atualizado às 17h33


Viaturas da corporação estão em poder dos policiais e bombeiros que aderiram à greve. Foto: Jarbas Oliveira/Futura Press
Viaturas da corporação estão em poder dos policiais e bombeiros que aderiram à greve
Foto: Jarbas Oliveira/Futura Press

O comandante da 10ª Região Militar, do Exército Brasileiro, general Gomes de Mattos, que passou a responder pela Segurança Pública no Ceará após a paralisação iniciada na última quinta-feira, não descarta confronto com os policiais militares e bombeiros grevistas. As informações são do site Jangadeiro Online.
De acordo com a publicação, o general falou que pode ocorrer conflito com os manifestantes concentrados na 6ª Companhia do 5° Batalhão, no bairro Antônio Bezerra, em Fortaleza. Ele garantiu ainda que há um planejamento pronto para a retomada das instalações e das viaturas. Para ele, o policiamento ostensivo na capital cearense será retomado ainda nesta terça-feira.
Nessa segunda-feira, a desembargadora Sérgia Miranda, do Tribunal de Justiça do Ceará, determinou que todos os prédios e viaturas da corporação que estejam em poder dos manifestantes sejam devolvidos ao comando da Secretaria de Segurança Pública do Ceará e que os trabalhadores voltem imediatamente aos postos, sob pena de R$ 500 por dia aos militares e de R$ 15 mil a cada associação que apoiar o movimento.
Depois da determinação da Justiça, o presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros do Ceará (ACSMCE), Flávio Sabino, disse que "só sairemos daqui mortos ou com a vitória".
Até agora, em substituição aos cerca de 10 mil policiais militares e bombeiros de braços cruzados, 813 homens do Exército Brasileiro e outros 204 da Força Nacional tentam manter a ordem na capital cearense.
Terra
Só depois que a manifestação, greve ou reivindicação salarial foi aprovado como direito dos trabalhadores é que podemos ver esse tipo de desordem pública. Em meu entender essa greve é conflitante com os direitos dos cidadãos comuns. Não concordo jamais com essa greve, pois quem assumiu uma posição de guardião de bens públicos e de cidadãos não poderia de hipótese alguma deixar seu posto, a que não seja por danos físico, ou perda de sua vida. Oras, não quero aqui dizer que estes profissionais não tenha o direito do aumento de salário digno e compatível com suas funções. Apenas, acho que estes encontrem um meio viável de reivindicação, sem no entanto prejudicar a segurança de uma cidade, estado, ou nação! O PT sempre foi firme em lutar a favor dessa baderna, agora tem que arcar com sua responsabilidade. Em caso de realmente haver conflitos conforme informação do General, com toda certeza o resultado será ruim, tanto para os grevistas, quanto para o exército, bem como para o país da copa 2014! 
Escrito por;
***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário