Follow by Email

sábado, 28 de janeiro de 2012

Corpo é encontrado em fosso de prédio; número de vítimas vai a 17 no Rio




Corpo é encontrado em fosso de prédio; número de vítimas vai a 17 no Rio
"Bombeiros localizam corpo da nona vítima do desabamento"



 No início da madrugada deste sábado, 28, mais um corpo de vítima do desabamento no centro do Rio foi encontrado. Com isso, subiu para 17 o número de mortes confirmadas pelo desmoronamento de três prédios na Avenida Treze de Maio - sete homens, seis mulheres e quatro pessoas que ainda não tiveram o sexo identificado.
O corpo da 17ª vítima foi retirado, às 2h05 desta madrugada, do local onde funcionava o fosso dos elevadores do prédio de 20 andares. Após bombearem a maior parte da água que ficou acumulada naquela parte dos escombros, os bombeiros localizaram o corpo.
O 16º cadáver, bem dilacerado, foi encontrado mais cedo, bem no início da madrugada deste sábado, sob o entulho que se acumulou próximo ao prédio anexo ao Theatro Municipal. A expectativa é de que os trabalhos de busca dos bombeiros se estendam até a manhã de domingo, 29. Em razão do estado dos corpos, a possibilidade de que algum tenha sido removido junto ao entulho já retirado do local não foi descartada pelo comando da corporação.
Na noite de sexta-feira, o 13.º corpo foi encontrado no entulho que era levado para depósito próximo ao lixão de Gramacho. Apesar de bastante dilacerado, o corpo da 13ª vítima foi identificado como sendo o de uma mulher, segundo o secretário de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Sergio Simões. Ele foi descoberto por funcionários da Companhia de Limpeza Urbana (Comlurb), enquanto o entulho era transportado. Já o 14º e o 15º corpos resgatados foram encontrados numa área que, segundo os bombeiros, parece ser uma sala no subsolo do edifício Liberdade. Até então, a corporação desconhecia a existência de andares abaixo do solo.
Clima. A chuva parou de cair na região no início da tarde de sexta-feira, o que facilitou o trabalho das equipes de buscas. Os esforços se concentraram perto da escada do Edifício Liberdade, o primeiro a cair. As vítimas teriam tentado fugir por esse caminho ao primeiro sinal de que o prédio poderia desabar.
Segundo o subcomandante do Corpo de Bombeiros, coronel Ronaldo Alcântara, há indícios de que tenha sido encontrada uma sala em que estava sendo realizado um curso. A expectativa é de que haja um grande número de vítimas no local.
Esforço. Simões disse que até o momento nenhum bombeiro se feriu nos trabalhos, mas destacou que há perigo de grandes pedaços de concreto de um dos prédios caírem inesperadamente, pois estão presos apenas pelas ferragens.
Ele espera concluir até domingo os trabalhos de resgate e disse que, no que depender dos bombeiros, a área poderá ser liberada. A Avenida Treze de Maio é endereço de dezenas de escritórios e lojas comerciais, que estão fechados desde a noite da tragédia.




Postado por;











***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário