Follow by Email

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

"MAIS HAITIANOS CHEGAM NO BRASIL EM MANAUS, PORÉM TEM QUE DORMIR NA RUA POR FALTA DE ABRIGOS"


Sem ter para onde ir, haitianos recém-chegados a Manaus vão dormir na rua

























208 haitianos chegaram em Manaus na manhã desta terça-feira (24), entre eles, 15 crianças. Todos estão em frente a Paróquia São Geraldo, localizada na avenida Constantino Nery, zona centro-oeste. A previsão é que mais 160 cheguem até o fim de semana. Entretanto, o padre da igreja, Germino Costa, afirmou que o centro paroquial está sem nenhuma estrutura para receber os imigrantes.
"A data de hoje é muito triste para nós, pois infelizmente será a primeira vez que esses haitianos ficarão na rua, não temos lugar para eles", lamentou o padre.
Segundo ele, falta apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Manaus para receber os haitianos. "O governo federal deu a permissão para eles entrarem, porém, não oferecem moradias, e tudo fica por conta das paróquias de Manaus", completou.
De acordo com Germino, 80% dos imigrantes são evangélicos, entretanto, apenas a Igreja Assembléia de Deus está ajudando com o aluguel de uma casa, onde 30 haitianos são abrigados, no bairro cidade nova, zona norte de Manaus. 

"Pedimos que se as igrejas tiverem um barracão com colchões, cozinha e banheiro para abrigar essas pessoas, será bem vindo, não precisa de outras coisas, apenas isso". 

Mais haitianos a caminho 




O voluntário da pastoral, Tom Rodrigues, comentou que mais de 160 imigrantes estão chegando até sábado. "Eles chegam sempre com a esperança de buscar emprego, mas infelizmente a demora é grande até que consigam se estabilizar na cidade", disse. Rodrigues ressaltou que o estoque de alimentos da igreja chegou ao fim.
Os haitianos recebem da paróquia de São Geraldo 28 moradias alugadas e um rancho a cada dez dias, mas o local está necessitando de doações de alimentos para suprir a demanda de haitianos que estão chegando em Manaus 



Apoio


De acordo com a Agência de Comunicação do Estado, o Governo do Estado do Amazonas, por meio das secretarias de Estado de Assistência Social e Cidadania (Seas), de Trabalho (Setrab), de Educação (Seduc), de Saúde (Susam) e de Justiça e Direitos Humanos do Amazonas (Sejus), e do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam) e da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), vem prestando apoio aos haitianos na cidade de Manaus desde o ano de 2010.
Segundo eles, existe um contato direto com o Governo Federal, a quem cabe atender a demanda dos imigrantes, para uma solução ao problema, agravado com o aumento da entrada de haitianos em Manaus.
O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) informou que enviará a Manaus, no próximo dia 1º de fevereiro, uma equipe de técnicos para avaliar a situação dos haitianos no Estado e definir medidas para atender esta demanda social.
O MDS também prometeu liberar recursos para que o Governo do Amazonas faça atendimento emergencial para os haitianos residentes no Estado. A informação foi repassada à Seas pela secretária nacional adjunta de Assistência Social, Valéria Gonelli, do MDS. 






Postado por;












***FRANCIS DE MELLO***

2 comentários:

  1. A entrada de haitianos em Manaus está fora de controle, é um exagero, a cidade não tem condições
    de abrigar . O governo precisa tomar providencias a nossa cidade virou casa de mãe joana.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo, eu já comentei em outros posts sobre o assunto, que o governo está liberando verba para apoio aos haitianos, contudo tem feito vista grossas aos desabrigados da seca, da chuva e deoutras catastrofes de nosso país!

    ResponderExcluir