Follow by Email

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

"NOTÍCIAS CRISTÃS IN LOCU"


Modelo quer tirar a virgindade de 


jogador de futebol americano


Aos 24 anos, o quarterback do Denver Broncos, Tim Tebow, declarou, na internet, que ainda era virgem e esperaria até o casamento para se entregar a uma mulher.
Cristão fervoroso, Tebow é conhecido na NFL (liga norte-americana de futebol) pelo talento como atleta e pela sua religiosidade. Em 2009, ainda na Universidade, o jogador entrou no campo para um jogo com algo escrito no seu rosto logo abaixo dos olhos. Era o versículo da Bíblia João 3:16, que após esse dia acabou sendo buscado no Google por mais de 90 milhões de vezes.
Para os torcedores do Broncos, Tim é uma espécie de “milagreiro”. Porém, a loura Heather Knox quer fazer o papel de capetinha e fazer com o jogador caia em tentação.


Ao saber que Tebow ainda é virgem, a modelo da Playboy se ofereceu para ser a primeira a ter relações sexuais com o atleta. "Só ouvi coisas extracampo sobre ele recentemente. Eu sabia que ele era bonito, então foi nisso que eu reparei primeiro. Depois eu ouvi falar sobre o lado pregador e as coisas religiosas dele. Só ontem descobri que ele pode ser virgem, e é excitante, eu acho”, declarou.
Até o momento, o jogador/pregador ainda não se manisfestou sobre a proposta da modelo.

Notícias Cristãs com informações da Leia Já
      
Miss Brasil após acidente diz: “Sou missionária de Deus e vou testemunhar”; veja o vídeo


A Miss Brasil do ano de 2010, Débora Lyra, esteve envolvida em um acidente grave que tirou a vida da mãe do seu namorado na hora e a causou teve fraturas graves nela, mas por um milagre e a fé de sua mãe e determinação dela esta conseguindo se recuperar.
Uma vida cheia de sonhos realizados pela miss devido a sua determinação e o apoio do pai e a mãe que sempre esteve acompanhando e orando pelos sonhos e projetos da vida da filha se realizarem. Débora conseguiu realizar seu maior sonho que era de ser miss Brasil, sonho este realizado em 2010 quando ela venceu as 26 concorrente e se tornou Miss Brasil.
Os seus pais, familiares e amigos neste momento de apreensão devido ao acidente estiveram sempre apoiando a miss, o qual ela agradece na reportagem.
A mãe de Débora, dona Nila Lyra quando recebeu a noticia, segundo ela na cama dos hospital ao lado da filha fez um pedido a Deus, “que se for para levar minha filha, me leva junto que não vou aguentar essa dor e no caminho do hospital eu fui orando, só pedindo a Deus para que nada de mal acontecesse a ela". Só no hospital a família ficou sabendo da gravidade do acidente, a qual poderia ficar tetraplégica.
A Miss já está em casa se recuperando da cirurgia que segundo o médico foi um milagre, e sua mãe relata que não foi sorte ou outra coisa só diz que “foi coisa de Deus”.
“Família é dadiva de Deus e é coisa muito gostosa” diz o pai da miss, Luiz Fernando Lyra.
Passado o susto do momento a miss escreve um depoimento da miss a repórter Tatiana Chiari do Domingo Espetacular onde diz:“Gostaria de agradecer a todos que oraram e torceram pela minha melhora, saibam que estou renascida e mais do que nunca sou uma missionária de Deus quando estiver recuperada pretendo ajudar as pessoas com o meu testemunho.”
Em casa, com os pais, a jovem de 22 anos que já foi eleita a mulher mais bonita do Brasil dá os primeiros passos para a recuperação.
“A Débora deu muita sorte. Ela poderia ter ficado tetraplégica, paralítica, sem movimento do pescoço para baixo”, diz o médico Paulo Paiva.
“Na verdade, eu não lembro de nada. Eu não lembro nem de ter entrado no carro e não lembro de quatro dias depois do acidente”, relata Débora.
É a primeira vez que Débora Lyra, a Miss Brasil 2010, fala na televisão sobre o grave acidente de carro que causou uma morte e deixou seis feridos na BR-101, em um trecho que liga o Espírito Santo ao Rio de Janeiro. Foi no dia 27 de dezembro.
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o carro em que Débora estava ficou desgovernado em uma curva, invadiu a contramão e bateu de frente na caminhonete onde havia três pessoas, que não morreram. Mas no carro da miss, dirigido pelo namorado dela, também viajavam uma amiga e a mãe do rapaz- ela morreu na hora. Estava no banco de trás, sem cinto de segurança. Na batida, seu corpo foi projetado sobre o banco do carona, onde estava a Débora.
“Essa é uma prova de que o cinto de segurança não precisa ser usado só nos bancos da frente. Tem que ser usado também no banco de trás”, explica o médico.
“Eu tenho que agradecer também à pessoa que foi me salvar na hora, que faz parte do SOS. Porque ele me tirou de uma forma que não agrediu a minha cervical, e graças a isso eu não tive um problema maior”, diz Débora. v A miss ficou nove dias internada. Na UTI, passou por duas cirurgias delicadas. A quarta vértebra cervical, na altura do pescoço, recebeu uma prótese de titânio. A outra operação foi para retirada do baço, órgão que ajuda o corpo contra infecções, produzindo anticorpos.
“Ela começou a modelar com 9 anos, e eu achei engraçado essa passagem de modelo para miss. Com 12 anos, ela falou: ‘Pai, eu não quero mais ser modelo’. Eu tomei um certo alívio. Ela falou: ‘Agora eu quero ser Miss Brasil’. Eu falei: ‘Como é que é?’. ‘É, eu quero ser Miss Brasil’”, lembra o pai.
A faixa de Miss Brasil ganhou destaque na casa dos pais, na parede do quarto dela. Débora Lyra venceu o concurso por Minas Gerais, mas ficou no Espírito Santo até os 18 anos, onde desfilou e foi muito fotografada. Saiu do estado, ganhou o Brasil e o mundo. v Agora, para recomeçar, Débora vai precisar de muita força de vontade e persistência. O processo de fisioterapia deve demorar pelo menos seis meses. v “Estou bastante focada agora”, diz Débora sobre o processo de fisioterapia. “Até porque, futuramente, antes dos seis meses, eu já quero estar 100%. Fisicamente dizendo, porque psicologicamente eu já mudei. Agora o meu foco principal agora sou eu e também o meu namorado”, diz a modelo.
Não é todo mundo que tem a chance de nascer de novo.


Notícias Cristãs com informações do R7 e Fantástico
      
Rabinos emitem documento afirmando que a Lei de Deus não aceita a homossexualidade


Mais de 100 líderes judeus e profissionais de saúde mental se posicionaram contra a “opção gay”.
Nos Estados Unidos, existe uma campanha do presidente Barack Obama para promover e normalizar a homossexualidade.
Mas um grupo de 100 rabinos ortodoxos e profissionais respeitados da área da saúde mental diz que “ser gay” é um comportamento que pode ser alterado e curado com a terapia. Isso, claro, se a pessoa desejar que seja assim.
“O conceito de que Deus criou um ser humano que é incapaz de encontrar a felicidade em um relacionamento amoroso com o outro sexo não é nem plausível nem aceitável”, diz o documento, intitulado “Declaração sobre a abordagem da Torá à homossexualidade”. Os rabinos afirmam que a atração pelo mesmo sexo é algo que pode ser modificado e “curado”. Eles condenam a “campanha agressiva” que existe “para convencer o público sobre a legitimidade da homossexualidade”.
A declaração diz: “A mídia está repleta de rótulos negativos classificando de ‘ódio’ ou de ‘homofóbico’ quando alguém não aceita o estilo de vida homossexual como algo legítimo. Esta coerção política silenciou muitos. Infelizmente, esta atitude se infiltrou na comunidade que segue a Torá e muitos ficaram confusos ou passaram a aceitar o que a mídia diz sobre esta questão”.
O presidente Obama, pouco depois que assumiu o cargo em 2009, assinou na lei classificando como “crimes de ódio” qualquer atitude contrária aos gays, aumentando a pena para esses crimes e oferecendo proteção especial para os homossexuais.
“A Torá faz uma declaração clara de que a homossexualidade não é um estilo de vida aceitável ou uma identidade legítima, e proíbe claramente essa conduta. Além disso, a Torá, sempre alerta para as influências negativas deste mundo, adverte-nos Vayicrá (Levítico) 20:23 “não andeis nos costumes das nações que eu expulso de diante de vós” “Particularmente, a Torá declara isso ao que diz respeito à homossexualidade e outras relações sexuais proibidas”, afirma a declaração dos rabinos.
O documento foi assinado por uma coalizão de mais de 100 rabinos, líderes comunitários e profissionais de saúde mental. Entre os signatários que decidiram assumir publicamente sua posição estão a psicóloga e autora Dr. Miriam Adaham, de Jerusalém, o rabino Simcha Feuerman, presidente da Rede Internacional de Profissionais Ortodoxos de Saúde Mental; a psiquiatra e autora Dr. Miriam Grossman ; o Dr. Joseph Gelbfish; o psicoterapeuta e autor Rabino Yaakov Salomon; rabino Steven Pruzansky, atual vice-presidente do Conselho Rabínico da América e dezenas de outros.
Essa coalizão de rabinos e profissionais da saúde diz que “embora não seja politicamente correto, a Torá aprova que a única atitude correta em relação à homossexualidade é terapia psicológica associada à teshuvá, ou arrependimento.” Os signatários concordam que atração pelo mesmo sexo é uma escolha e pode ser modificado e curado”.
Janet Boynes , uma ex-lésbica que hoje lidera um ministério especializado, disse que o presidente Obama está usando a sua influência “e o poder financeiro do governo” para promover a homossexualidade em todo o mundo. Ela afirma ainda que o governo Obama também “propaga a ataque de crenças judaico-cristãs em um nível global”.
Ele colocou mais homossexuais em cargos políticos do que qualquer outro presidente, abriu o exército dos EUA para a entrada de homossexualidade e sancionou um plano que prevê proteção especial para homossexuais, insiste Boynes.
“A Bíblia diz que o inimigo veio para roubar, matar e destruir (João 10:10)”, lembrou ela. ”O objetivo principal do Diabo é trazer confusão e causar divisão dentro da igreja. Ele faz isso alterando a verdade de Deus de tal maneira que muitos cristãos estão enganados sobre essa questão.”


Notícias Cristãs com tradução e adaptação de WND via Gospel Prime
      
Stand up comedy gospel faz piada com o dia a dia dos fiéis


Show de humor cai nas graças de jovens católicos e evangélicos, sem palavrões nem sexo.
A cena é conhecida. Um cara em pé no palco tenta arrancar risos da plateia. Seria apenas mais um monólogo humorístico não fossem alguns detalhes: a apresentação acontece na Paróquia de São Tiago, em Inhaúma, e o repertório de “piadas santas” versa apenas sobre o cotidiano da Igreja. No stand up comedy católico, palavrões são como heresia.
No palco, Fábio Borges usa o humor — em versão light — para evangelizar, fazendo graça com hábitos cristãos como o de se benzer ao passar em frente a igrejas ou com erros cometidos por beatas ao rezar a “Ave Maria”. Tudo baseado em fatos reais.
— Algumas pessoas fazem “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” até em frente à Biblioteca Nacional, pensando que é igreja — ressalta Fábio, emendando com outra piada. — Tinha uma senhorinha que sempre rezava "Ave Maria, cheia de graça, bendita suas avós entre as mulheres..." Ela orava por todas as gerações de Nossa Senhora.
Pode não fazer sentido para fãs de stand up acostumados às piadas ácidas que caracterizam o gênero. Mas as cem pessoas da plateia, adolescentes e crianças em sua maioria, riram sem parar. Tem sido assim desde que Fábio, um dentista de 30 anos, passou a se apresentar, inicialmente, para amigos num play na Tijuca. Com seus vídeos no YouTube, ele passou a ser convidado para shows em paróquias, casamentos e até na vigília da Jornada Mundial da Juventude, que reuniu mais de sete mil católicos no Maracanãzinho.
A repercussão foi tamanha que ele chamou atenção de Dom Orani Tempesta. O arcebispo do Rio de Janeiro mandou um email a Fábio desejando "que possa sempre mais Deus conceder os dons necessários para fazer de sua arte uma mensagem de salvação para todos". O novo comediante entendeu o recado e se matriculou no curso de stand up comedy da CAL, orientado pelo comediante Fábio Porchat. Em seguida, montou o show "Rir é um santo remédio", que tem quase uma hora de duração.
— O Porchat achou estranho quando eu disse que fazia stand up católico, mas me deu a maior força e uns toques importantes sobre o timing das piadas — conta Fábio. — Uma vez, a mãe de um menino de 16 anos veio me agradecer, chorando, porque o filho dela, que estava na fase da revolta, quis permanecer até o fim de um encontro católico depois que viu minha apresentação. Muitos jovens vêm me perguntar no Facebook como fazer algo parecido.
Robinho Silva tem a receita. Locutor de uma rádio católica em São Bernardo do Campo, ele lançou recentemente o livreto "Evangelizar com stand up e muito humor". Um dos pioneiros na modalidade, agora ele organiza um festival de stand up católico com inscrições pelo site www.santohumor comedia.blogspot.com.br. Seu show inclui um pot-pourri com paródias de refrãos como "O jeito é dar uma fugidinha com você", além de axés, tocados por uma banda de apoio.
— Eu era vocalista de uma banda de axé católico. Para louvar Jesus só não pode rebolar. Mas a oração não precisa ser algo triste — diz ele, por telefone, alternando imitações de Silvio Santos, Pelé, Lula e Maria Bethânia, entre outros. — Conheci o Fábio Borges pelo Facebook, e estamos tentando trazer mais jovens para essa iniciativa. Dou auxílio aos candidatos do festival para que o texto tenha não só humor, mas uma mensagem de evangelização.
A estudante de Engenharia Civil Carolina Gambati, de 19 anos, aprovou o show de Fábio Borges: — Achei muito engraçado! Tentei filmar, mas a gravação ficou tremida, porque não conseguia parar de rir.
Entre os evangélicos, o stand up também começa a se propagar. O paulistano Dennys Ricardo Godoy Ramos, de 36 anos, chegou a produzir um DVD de sua apresentação. A gravação foi feita numa casa de shows, em 2009, tomada por 260 pessoas, nas contas do humorista. Ele ressalta, no entanto, que não tem a pretensão de pregar a palavra de Deus.
— Não tenho a intenção de catequizar niniguém. É apenas um show de humor com procedência, onde procuro manter o nível — diz Dennys, que também riscou os palavrões do roteiro. — Também não faço referência a assuntos ligados a sexualidade. É um espetáculo voltado para a família.
O comediante acredita que um novo filão está surgindo: — Existem coisas engraçadíssimas que acontecem dentro da igreja. Percebi que dá para fazer humor sobre isso e sem apelação.


Notícias Cristãs com informações da Revista Megazine via o Globo
      
Ministração de louvor com Stênio Marcius na 14ª Consciência Cristã









































Na 14ª edição do Encontro para a Consciência Cristã uma das novidades será a participação do cantor Stênio Marcius. Ele é do tipo que se satisfaz em conhecer Cristo e ter a salvação, não desejando fama ou elogios como ele mesmo postou em seu twitter, Stênio Marcius diz desprezar qualquer glória ou riqueza deste mundo e marca a história da música cristã.
Com composições poéticas e teológicas que conduzem o homem à reflexão sobre a Palavra de Deus e a vida cristã; Memórias, O Tapeceiro, Fim de tarde no portão e Alguém como eu fazem parte de um repertório com mais de quatrocentas letras de sua autoria, e algumas delas já foram regravadas por outros ministros de louvor no Brasil, a exemplo de João Alexandre e do grupo Vencedores por Cristo.
Durante a Consciência Cristã Stênio Marcius ministrará o louvor nas concentrações noturnas, no Encontro de Pastores e Líderes e no Encontro Internacional Apologético da Paraíba- onde estarão presentes grandes líderes da Igreja Evangélica no país e até mesmo Internacionais, como o apologista Norte- americano Norman Geisler.






Postado por;







***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário