Follow by Email

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

"DATENA, DETONA, BBB 12, BIAL E REDE GLOBO"


Datena responsabiliza TV Globo por suposto estupro no 'BBB' 
17 de janeiro de 2012  17h13  atualizado às 17h25


O apresentador do noticioso policial 'Brasil Urgente' criticou uso de álcool na casa. Foto: TV Bandeirantes/Divulgação
O apresentador do noticioso policial 'Brasil Urgente' criticou uso de álcool na casa
Foto: TV Bandeirantes/Divulgação
Assim como ocorreu na segunda-feira (16), o apresentador José Luiz Datena voltou a aparecer nesta terça (17), ao vivo no programa vespertino de Adriane Galisteu, o Muito Mais. Desta vez, no entanto, no dia seguinte à expulsão de Daniel do BBB 12, o jornalista foi severo em suas críticas ao reality show, responsabilizando o diretor Boninho e a TV Globo pelo suposto estupro ocorrido debaixo dos edredons da casa na madrugada de domingo (15).
"Quero ver se vão prender algum diretor da Globo, se esse caso realmente vai acabar em punição", disse exaltado. "Os responsáveis são aqueles que fazem os participantes entrarem em festas regadas a energético e álcool, que é, sim, uma droga pesada. Quero ver se vão colocar o Boninho (diretor da atração) na cadeia".
Datena foi ainda mais longe, chegando a chamar o suposto estupro de um grande teatro armado pela emissora carioca. "Isso aí está com cara de armação publicitária ... Eu nunca gostei desse tipo de programa, que coloca as pessoas lá dentro já com a intenção de fazer baixarias", esbravejou. "Aquela A Fazenda também é a mesma porcaria, só que disfarçada, atrás da moita", ainda completou.
No programa de Galisteu, algumas celebridades ainda comentaram rapidamente o caso, em sua maioria apontando o modelo de 31 anos como realmente culpado pelo suposto estupro em Monique. A cena, vista ao vivo por assinantes do pacote pay-per-view, chegou aos trending topics do Twitter assim que foi exibida, e acabou se tornando caso de polícia.
Entenda o caso

A polêmica envolvendo Daniel e Monique começou na madrugada do domingo (15) após a primeira festa da casa do BBB. No quarto, os dois protagonizaram cenas quentes embaixo do edredom, na mesma cama em que estava Rafa. Após alguns minutos Fael entrou no quarto para se deitar em outra cama, e os dois param de se beijar. Em seguida, uma cena rápida mostra Daniel se mexendo embaixo do edredom e Monique aparentemente dormindo. Em seguida a cena é cortada.

A sequência desencadeou um grande alvoroço na opinião pública, que comentou o caso e protestou nas redes sociais. Algumas das acusações populares contra o modelo sugeriam um caso de abuso sexual e estupro. Já os defensores do brother diziam que a acusação era racista por Daniel ser negro.
No domingo, Monique foi chamada ao confessionário para prestar esclarecimentos. Na ocasião a gaúcha afirmou que ela e Daniel haviam se beijado e trocado carícias, mas disse que não fez sexo. Em conversa com Daniel, os dois foram categóricos ao dizer que não fizeram sexo na casa. Em outras conversas ao longo do dia, tanto Monique quanto Daniel demonstraram arrependimento.
O programa da noite de domingo, que formou o primeiro paredão da casa entre Jakeline e Analice, ainda exibiu cenas da festa e a troca de carícias entre Daniel e Monique. Entretanto, a edição não exibiu o trecho mais polêmico quando Daniel se mexe com Monique aparentemente dormindo. O apresentador Pedro Bial ainda brincou com os dois sobre as cenas mas o programa não citou a polêmica.
Na segunda-feira (16), a polêmica voltou e uma diligência policial foi ao Projac, onde está situada a casa do BBB. No local, de acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Rio, o delegado titular da 32ª DP, situada em Taquara, zona oeste da cidade, Antonio Ricardo, abriu um registro de ocorrência para ouvir os envolvidos.
Monique foi chamada novamente ao confessionário sob o pretexto de um consulta com um dentista. O áudio da modelo gaúcha chegou a vazar em seu depoimento Monique voltou a negar que tenha feito sexo conscientemente com Daniel. "Só se ele fez comigo enquanto eu dormia. Mas aí ele seria muito mau caráter", chegou a afirmar a modelo.
Após 3 horas de conversa entre Monique e a Polícia, Daniel foi expulso do programa no início da noite de segunda-feira. Horas depois, a TV Globo oficializou a saída do modelo afirmando que ele adotou um "grave comportamento inadequado". No programa, Bial foi sucinto ao explicar ao público a saída de Daniel, repetiu o comunicado, mas não mencionou o motivo, justificando apenas que a decisão foi tomada de forma cuidadosa após criteriosa análise da direção do programa.


Postado por;





***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário