Follow by Email

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

"TRAFICANTE NEM É PRESO AO TENTAR FUGIR DA ROCINHA"

Nem 2_450
Nem não reagiu à prisão, mas tentou subornar a polícia















O traficante Antônio Francisco Bomfim Lopes, o Nem, chefe do tráfico na favela da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro, foi preso por policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar no início da madrugada desta quinta-feira (10) na Lagoa, também na zona sul. Ele teria oferecido R$ 30 mil para que os agentes não o levassem.
Nem estava no porta-malas do carro de um homem que se apresentou como cônsul honorário do Congo. O homem, porém, não tinha os documentos para provar seu cargo diplomático. O Corolla preto foi parado na saída da Rocinha e levado até a Lagoa para ser revistado pela Polícia Federal. O traficante foi encontrado escondido no porta-malas.
O comparsa de Nem teriam oferecido R$ 30 mil e depois R$ 1 milhão para que o carro não fosse revistado.
Não foram encontradas armas no veículo, mas foi apreendido cerca de R$ 1 milhão em dinheiro.
O traficante foi levado para a Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro, e deve prestar depoimento ainda durante a madrugada.
Policiais ajudam traficantes a fugir

Policiais presos na tarde desta quarta-feira (9) receberiam R$ 2 milhões para escoltar a fuga de traficantes que estavam na Rocinha, comunidade que deve ser ocupada pela Polícia Militar no domingo (13).
A Polícia Federal confirmou a prisão de dez pessoas - três policiais civis, um PM aposentado, um ex-PM e cinco criminosos. Os policiais civis pertenciam à Secretaria de Saúde Pública e à Delegacia de Roubo e Furtos de Cargas.
Entre os traficantes detidos estão um criminoso conhecido como Coelho; seu braço direito, o Peixe; e Carré, chefe do tráfico do morro da Coroa (centro). Coelho era chefe do tráfico do morro São Carlos, na região central. A prisão se deu na Gávea, bairro da zona sul do Rio.
R7 antecipou em Reportagem publicada nesta quarta-feira que o setor de inteligência da Polícia Civil havia recebido informações de que traficantes da Rocinha estavam retirando armas e drogas da comunidade, com a ajuda de policiais.
Fonte terra notícias:

Finalmente estamos vendo a polícia demonstrar que quando quer, faz o que realmente é preciso.
Mas, infelizmente, há no meio deles muitos os que ao trabalharem e estarem próximos à esses bandidos, acabam se deixando levar por ofertas como a que lemos. Isso é um ato em que devemos repudiar, mas, temos que aceitar mesmo que contrariados, pois em todo segmento existem os bons, ruins péssimos e maus intencionados. E esses coloca todo um trabalho de meses em risco. 

Escrito por;

***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário