Follow by Email

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

"NOTÍCIAS CRISTÃS ATUALIZADAS ONDE O ESCÂNDALO DA PARADA GAY NO ACRE FOI DESTAQUE NO MUNDO VIRTUAL"

Autoria da Bíblia é decodificada por algoritmo












Sistema comparou a estrutura textual dos livros do Antigo Testamento com o objetivo de procurar estilos semelhantes de escrita.


Um grupo de pesquisadores israelenses desenvolveu um algoritmo para decodificar o livro que é considerado por muitos como o mais importante da cultura ocidental: a Bíblia. Os estudiosos da Universidade Bar-Ilan utilizaram o software criado para analisar o Antigo Testamento.
De acordo com a ABC, o algoritmo compara conjuntos de sinônimos juntamente com palavras próximas a eles chamadas de “funcionais” – como as preposições. Posteriormente, o sistema verifica a distribuição das palavras mais comuns na Bíblia. Ao encontrar estruturas semelhantes nesses dois blocos de análise, o programa pode agrupar os trechos que possuem o mesmo estilo de construção.
Para testar o algoritmo, os estudiosos usaram os livros de Jeremias e Ezequiel. Eles misturaram tais partes aleatoriamente e o sistema conseguiu separá-los com quase 99% de exatidão – o que mostrou a validade do método.
Dessa forma, os cientistas observaram que o livro sagrado foi escrito com dois estilos diferentes, os quais se enquadram nos moldes sacerdotais e não sacerdotais explicitados em outras teorias. Todavia, Moshe Koppel, um dos responsáveis pelo desenvolvimento do algoritmo, salienta que o sistema não é capaz de dizer exatamente quantos autores elaboraram a Bíblia.
Apesar de não revelar um dos maiores enigmas em torno do livro sagrado, o método abre uma nova brecha para o debate sobre a autoria das diretrizes do catolicismo.



      
Pastor inverte a ordem e dá US$ 100 a fiéis





A gente se acostumou a ver igreja pedindo dinheiro para fiéis na televisão, vendendo toalhinha abençoada, livrinho da cura e um monte de outras lembrancinhas para lucrar um pouco mais. Por isso, quando o contrário acontece, chega a ser um pouco difícil de acreditar. Mas, em Lancaster, no Estado de Nova York (EUA), os fiéis da igreja Vine Wesleyan Church ganharam um presentão do pastor local.
Christopher Baldwin deu para as 85 famílias que participaram do culto do último domingo (20), US$ 100 dentro de um envelope. As famílias só foram descobrir o presente quando já estavam em casa.
"Quando demos o dinheiro, dissemos que aqueles que precisam podem ficar com ele. Mas, queremos que cada um ore e pergunte a Deus onde que o dinheiro deve ser direcionado", explicou Baldwin.
A ideia veio após a festa de Halloween organizada pela igreja no último mês. O pastor notou que muitas pessoas não tinham casaco e estavam passando frio. Por isso, ele decidiu dar o dinheiro para inspirar a congregação a dar de si para os outros.



      
Em sessão, deputados evangélicos se aliam contra “boquete” no Acre











Sem mencionar as palavras “boquete”, felação ou sexo oral, por causa do decoro parlamentar, deputados estaduais da base governista e da oposição se aliaram em críticas à performance do cabeleireiro carioca Carlos Duarte, 56 anos, fotografado durante a Parada Gay do Acre, no domingo (20), no centro de Rio Branco, sugando um pênis de borracha usado por outro homem.
O primeiro a ocupar a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre nesta terça-feira (22) foi Jamyl Asfury (DEM) para criticar duramente o “ato obsceno” registrado na Parada Gay, que ganhou repercussão nacional após a publicação de fotos nas redes sociais.
- Quando temos órgãos masculinos sendo expostos, pessoas expondo seus seios, isso é crime. Eu não concordo com isso. Essa imagem me estarreceu. Existiram exageros premeditados - afirmou.
Asfury, que é evangélico e agente da Polícia Federal, lamentou que a música gospel “Faz um milagre em Mim”, tenha sido tocada durante o evento.
- Compete ao Estado reprimir aquele tipo de manifestação. Nós temos um símbolo para nós, que é um hino, e ele foi profanado. Um dia, um líder religioso foi condenado à prisao porque chutou a imagem de uma santa. Não basta pedir perdão, tem que ser punido.
Outro evangélico, o deputado Astério Moreira (PRP), apresentador de TV, disse que o cabeleireiro devia ter procurado um motel “para fazer aquilo”.
- Ele não tem o direito fazer o que fez em praça pública. Eu nunca me senti tão discriminado e tão violentado como evangélico como nos últimos dias. O governo não pode continuar usando dinheiro público para patrocinar um evento que agride às famílias - afirmou Moreira, que é da base governista.
Médico infectologista, o deputado Eduardo Farias (PCdoB) contou que costuma participar da Parada Gay do Acre na companhia da mulher e do filho, mas também criticou a performance do cabeleireiro.
- O que vimos não representa aquilo que se pretendia com a Semana da Diversidade. Esse tipo de ato não constrói nada e joga contra. O que aconteceu não representa a ideia de quem defende diversidade, tolerância, sociedade solidária. Crime como aquele nós não podemos tolerar.



Com uma cópia impressa do Blog da Amazônia nas mãos, o petista Jonas Lima ocupou a tribuna para “repudiar aquele ato imoral”. Lima lidera a Frente Parlamentar a Favor da Família e frequenta a igreja Ministério Filadélfia para as Nações.
- Eu, como ser humano, líder de multidões, estou repudiando aquele evento imoral. Aquele evento não é para a família brasileira. É uma agressão à familia brasileira e o povo do Acre não merece mais isso. Quem faz isso é uma pessoa à toa - afirmou Lima, exibindo a foto do blog.
O deputado Ney Amorim (PT), secretário da Assembléia, contou que nos últimos dias tem mantidos todos os dispositivos de acesso à internet distante de seus filhos, para impedir que tenham acesso ao “ato obsceno” da Parada Gay.
- A cena veio para dividir as famílias de nosso estado. Foram cenas muito fortes. Amanheci catando os telefones e computadores de casa para impedir que nossos filhos vissem aquelas cenas.
Amorim disse que o governo do Estado, que patrocina a Parada Gay, não apóia e não apoiará nenhum ato que venha a ofender as famílias.
- Estou me sentindo abalado. Gestos como aquele não podem se repetir no Acre e no Brasil - apelou o petista.
O deputado Gerado Pereira, líder do PT, também evangélico, ponderou que a polêmica é decorrente da atitude irresponsável de duas pessoas que participavam da manifestação e que agrediram a sociedade.
- Temos que respeitar os direitos individuais das pessoas e reconhecer que são fatos isolados. Ninguém é obrigado a ir para o céu. Ir para o céu é opcional. Mas os direitos individuais, que regem a sociedade, nos temos que garantir - asseverou Pereira.

Notícias Cristãs com informações do Blog da Amazônia/Terra Magazine

      
Funcionário público protocola “denúncia” a Jesus Cristo em MS




Cansado de assiitir a casos de corrupção na política sul-mato-grossense o funcionário público José Luiz de Oliveira, o “Zé do Itahum”, resolveu apelar para Jesus Cristo. Zé que é Bacharel em Direito elaborou uma petição endereçada a Jesus Cristo e protocolou em vários órgãos governamentais como forma de protesto a falta de ação da justiça como ela afirma no documento.
“Excelentíssimo Senhor Jesus Cristo pai eterno e poderoso dos seres humanos que existem nesta terra”. Foi desta forma que José Luiz, que foi vereador em Dourados na década de 1990, se dirigiu a Jesus fazendo o que ele considerou uma “denúncia contra os poderes que existem no Brasil”.
O funcionário público começa a petição dizendo que “é com muita relutância que venho perante o Filho do Senhor afirmar que a política tornou-se a arte de se prostituir”. Segundo Zé do Itahum, “virou-se prostituição e iniciou-se no Poder Executivo passando para o Legislativo e chegou ao Judiciário”.
José Luiz pede a Jesus Cristo que “decrete uma nova lei no mundo em exclusividade no Brasil para que os políticos que cometem crimes de corrupção sejam eliminados da política e confiscados seus bens e doados a entidades e que sejam obrigados a doarem seus órgãos”.
O autor do pedido diz que “conforme a Bíblia Sagrada todos os cidadãos são filhos de Deus e deverão ser respeitados para que possa viver em paz com suas famílias”. José Luiz termina a sua petição solicitando que Jesus Cristo tome as providencias necessárias conforme está escrito na Bíblia.
No documento assinado pelo funcionário público está um amplo relato dos casos de corrupção em Mato Grosso do Sul e no Brasil e todos os prejuízos causados aos cofres públicos e a população.
Entre os órgãos públicos que José Luiz de Oliveira protocolou a petição para Jesus Cristo constam o Tribunal de Contas, a Câmara Municipal de Campo Grande, Secretaria de Governo de Mato Grosso do Sul, Correios e Tribunais Regional Eleitoral e de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Notícias Cristãs com informações do Conesul News
      
A Bíblia... para ouvir




O Novo Testamento já pode ser ouvido em português, gravado em Portugal. Os 27 livros que o compõem, estão agora disponíveis em formato áudio, num trabalho que surge pela mão da Sociedade Bíblica.
Este registo visa sobretudo providenciar pela primeira vez o áudio das Sagradas Escrituras em português a um universo vasto de pessoas que outrora lhes tinha o acesso vedado ou limitado. 
Agora, e através de uma versão moderna e dramatizada da tradução em português corrente, a Bíblia já pode ser consumida por pessoas analfabetas ou invisuais, assim como por inúmeras comunidades de falantes da língua portuguesa em África. 
"A BÍBLIA para todos – Edição Áudio" tem a duração de aproximadamente 21 horas e é o resultado de um mês e meio de gravações, em que 25 actores profissionais deram a voz a todas as personagens do Novo Testamento. 
O papel de Jesus Cristo coube ao actor Simon Frankel, conhecido do grande público por ser actualmente a voz portuguesa da personagem principal no filme «As Aventuras de Tintim». Adelaide de Sousa (Mulher Samaritana), Fernando Luís (Satanás) e Heitor Lourenço (André e Tiago) são algumas das outras figuras reconhecidas da nossa praça que dão a voz neste trabalho. A coordenação e direcção de actores foi entregue a Paula Fonseca e a coordenação técnica do projecto ficou a cargo de Arthur Wijnveen e Keith Rheenen.
"A BÍBLIA para todos" é o texto bíblico mais actual em língua portuguesa. Está disponível no formato tradicional em livro desde 2009 e esta versão caracteriza-se pela utilização de linguagem corrente e acessível a pessoas de diferentes idades e níveis de instrução. A sua tradução e revisão foram fruto de mais de 30 anos de um rigoroso trabalho de uma equipa de peritos católicos e protestantes.


Notícias Cristãs com informações do Destak


por;


***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário