Follow by Email

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

"A ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS ULTRAPASSA OS R$ 88 BILHÕES"

Arrecadação de impostos bate recorde e chega a R$ 88,7 bilhões


A arrecadação federal, que inclui impostos, contribuições e outras receitas, atingiu o patamar de R$ 88,7 bilhões em outubro deste ano, segundo divulgou nesta sexta-feira a Receita Federal. O resultado é recorde para o mês, superando em R$ 7,365 bilhões o resultado do mesmo mês de 2010. Nos primeiros dez meses de 2011, a arrecadação já atingiu R$ 794,3 bilhões.
A Receita considera que a melhora dos principais indicadores macroeconômicos divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), como produção industrial, vendas, massa salarial e exportações contribuíram para o resultado positivo. Somente em outubro, o governo arrecadou R$ 5,8 bilhões com a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL). O pagamento de imposto de renda por parte das empresas também aumentou em outubro, contribuindo para o recorde.
A valorização do dólar frente ao real também impulsionou a arrecadação de impostos obtidos com as exportações. Em outubro deste ano, o governo arrecadou R$ 2,4 bilhões em tributos cobrados nas vendas externas, um crescimento de 18,31% em relação ao mesmo mês do ano passado. O aumento das alíquotas para cervejas e refrigerantes, anunciado este ano pelo governo, também contribuiu com R$ 282 milhões para as contas positivas, uma alta de 14,6% em relação a outubro de 2010.
Ritmo de crescimento
Apesar do recorde para meses de outubro, o ritmo de crescimento da arrecadação ficou em 9,05%. Esta é a terceira vez consecutiva que o indicador fica abaixo de 10%. No entanto, este é o décimo mês seguido de crescimento da arrecadação em 2011.

Esse tipo de informação nos tem chegado todos os dias como se fosse uma bomba, no entanto, é apenas mais confirmação de o governo tem procurado aumentar sua arrecadação de qualquer forma para manter a cúpula do primeiro escalão. Pois os tais gastam tão abestadamente que chega o ponto do absurdo dos absurdos do governo. Existem os que gastam e não se lembram em ter gastado, os que gastam por não se lembrar que o dinheiro gasto não lhes pertence, os que gastam por não se lembrar que já haviam gastado o que lhe fora autorizado, os que gastam por não se lembra que gastar o que não lhes pertence é roubo! 

Escrito por;


***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário