Follow by Email

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

"LULA RETIRA BOLSA DE INFUSÃO 1ª ETAPA DE QUIMIOTERAPIA"

Marisa Letícia raspou o cabelo e a barba do ex-presidente Lula  Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva concluiu neste sábado a primeira etapa da quimioterapia que há seis dias combate o câncer maligno identificado em sua laringe pela equipe médica do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Médicos do hospital estiveram na casa de Lula, em São Bernardo do Campo (SP), para retirar a bolsa que injetava medicamentos diretamente na corrente sanguínea do ex-presidente. O procedimento deverá ser repetido por mais três vezes. As informações são do Jornal da Record.
O corte foi feito em casa e registrado pelo fotógrafo do Instituto Cidadania  Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação
Após queixa de dores de garganta, Lula realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe. O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de "caroço" na garganta e falta de ar. Lula divulgou na última terça-feira um vídeo em que agradece as manifestações de solidariedade que tem recebido. O líder petista demonstrou confiança no tratamento. "Estou preparado para enfrentar mais uma batalha e acho que nós vamos conseguir tirar de letra. Basta que a gente siga recomendações médicas, basta que a gente faça aquilo que precisa ser feito", disse, ao lado da mulher, Marisa Letícia.
Relembre aparência de Lula antes de ele cortar o cabelo  Foto: Divulgação

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apareceu novamente nesta quinta-feira na janela de seu apartamento, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. Assim como nas aparições anteriores, desde que deu início à quimioterapia para tratar um câncer na laringe, Lula usava máscara cirúrgica. Desta vez, era possível observar ainda um suporte hospitalar, típico de medicamentos e soros.
Ex-presidente foi fotografado na janela de sua residência. Foto: Helvio Romero/Agência Estado
O ex-presidente chegou a aparecer na janela de seu apartamento e, assim como nas aparições anteriores, desde que deu início à quimioterapia, usava máscara cirúrgica. Desta vez, era possível observar ainda um suporte hospitalar, típico de medicamentos e soros.
O câncer de Lula
Após queixa de dores de garganta, Lula realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe, que seria inicialmente tratado por quimioterapia.
O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de "caroço" na garganta e falta de ar.
A presidente Dilma Rousseff (dir.) e o ministro Alexandre Padilha (esq.) visitaram Lula em seu apartamento. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula/Divulgação
A presidente Dilma Rousseff (dir.) e o ministro Alexandre Padilha (esq.) visitaram Lula em seu apartamento
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula/Divulgação
A presidente Dilma Rousseff visitou nesta quinta-feira seu antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva, no apartamento do líder petista, em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e deixou o local dizendo que seu padrinho político "está muito bem", mesma avaliação do Instituto Lula para o tratamento do ex-presidente contra um câncer na laringe. Mais cedo, Lula havia recebido uma mensagem do cantor Bono Vox, líder da banda irlandesa U2. O vocalista, que se diz fã do petista, desejou uma rápida recuperação ao ex-presidente e disse que vai rezar por ele.
Lula deve permanecer em sua residência e não irá à posse de um de seus médicos - Roberto Kalil Filho - como professor titular de cardiologia do Departamento de Cardiopneumologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Dilma foi à casa de Lula acompanhada do ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Antes da visita da presidente, o líder do PT recebeu o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, e o ministro do Tribunal de Contas da União José Múcio Monteiro Filho.
O ex-presidente chegou a aparecer na janela de seu apartamento e, assim como nas aparições anteriores, desde que deu início à quimioterapia, usava máscara cirúrgica. Desta vez, era possível observar ainda um suporte hospitalar, típico de medicamentos e soros.
O câncer de Lula
Após queixa de dores de garganta, Lula realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe, que seria inicialmente tratado por quimioterapia.
O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de "caroço" na garganta e falta de ar.

Com informações da agência EFE.

Postado por;

***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário