Follow by Email

terça-feira, 15 de novembro de 2011

(20º Presidente) "RELEMBRE OS PRESIDENTES DE 122 ANO DE REPÚBLICA"

Nereu Ramos (11 novembro de 19+55 a 31 de janeiro de 1956)


Nereu Ramos

Ainda em 11 de novembro de 1955, o general Lott enviou requerimento ao Senado, então presidido por Nereu Ramos, solicitando o impedimento de Carlos Luz, que teria deixado o território nacional sem autorização do Congresso. Ramos reconduziu Lott ao Ministério da Guerra e, em 21 de novembro, Café Filho anuncia ter recebido alta médica, informando seu retorno à presidência. Lott, entretanto, mobiliza militares para o apartamento de Café Filho para isolar o presidenciável enquanto o Congresso votava o seu impedimento pelo “retorno aos quadros constitucionais vigentes”. Com isso, Ramos foi presidente do Brasil até o fim do quinquênio que deveria ter sido completo por Getúlio Vargas, garantindo a posse de Juscelino Kubitschek.

Curiosidade: Foi o único vice-presidente do Senado – na época, presidente em exercício – a ter assumido a Presidência do País.
Foto: Portal Brasil / Divulgação.

Nereu de Oliveira Ramos, foi presidente da República durante dois meses e 21 dias (11 de novembro de 1955 á  31 de janeiro de 1956). Eleito pelo Congresso Nacional, coube a ele em sua breve passagem pela presidência, sob estado de sítio, completar o quadriênio presidencial.
No dia 31 de janeiro de 1956, Nereu passou o governo paraJuscelino Kubitscheck e no mesmo dia, tornou-se ministro da justiça. Em maio de 1956, delegou ao Exército a tarefa de reprimir as manifestações populares desencadeadas na capital federal contra o aumento das tarifas dos bondes. Ainda naquele mesmo mês, Nereu Ramos teve como objetivo aperfeiçoar a Carta de 1946, nomeando uma comissão nacional de juristas encarregados de estudar uma reforma constitucional. Entretanto, seus esforços foram frustrados. Com isso, pediu exoneração do Ministério da Justiça em 4 de novembro de 1957. Entre 3 de outubro e 4 de novembro de 1956, acumulou interinamente o cargo de ministro da educação e reassumiu sua cadeira no Senado.
Teve uma grande carreira política. Primeiramente, foi deputado da Assembléia Legislativa de Santa Catarina (1910-1921). Em 1927, fundou o Partido Liberal Catarinense, onde foi também o primeiro presidente. Em 1930, foi eleito deputado federal, mas com o fechamento do Congresso teve o seu mandato extinto. Apoiou aRevolução Constitucionalista em 1932 e no ano seguinte foi eleito deputado constituinte.
Em 1935 foi eleito governador de Santa Catarina, sendo nomeado interventor em 1937, ficando no cargo até 1945. Em 1946, foi eleito deputado e senador pelo PSD. Presidente da Câmara de Deputados, em 1951, e vice-presidente do Senado, em 1955.
Em 11 de novembro de 1955, Nereu Ramos assumiu a presidência do Brasil, após o suicídio do presidente Getúlio Vargas. Havia o impedimento do vice presidente Café Filho e do presidente da Câmara dos Deputados, Carlos Luz devido ao Movimento de 11 de Novembro. Foi ministro da justiça no governo de Kubitscheck até novembro de 1957, quando voltou ao Senado.
Faleceu em 16 de junho de 1958, em pleno exercício político, em um desastre aéreo.


Escrito por;




***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário