Follow by Email

sábado, 12 de novembro de 2011

"APÓS 46 ANOS DE CASADO, PADRE HOLANDÊS TEM QUE ESCOLHER ENTRE A MULHER E A BATINA!"

Após 46 anos casado, padre holandês tem que escolher entre a mulher e a batina







As autoridades da igreja católica exigem que um padre de 81 anos de idade deixe sua mulher se quiser continuar o sacerdócio. O religioso, que atua no centro da Holanda, uma das regiões mais conservadoras do país, vive com sua companheira há 46 anos. Ele já disse que não pretende se separar.
O padre Jan Peijnenburg e Threes van Dijck, de 85 anos de idade, vivem juntos há 46 anos. A igreja decidiu pressionar o religioso, que tem até o dia 1° de dezembro para se separar. “Nós demos uma escolha : ou ele deixa sua companheira ou deixa o sacerdócio”, disse o porta-voz da diocese Michiel Savelsbergh. “Nós não podemos permitir que esse padre faça o que é proibido aos outros”.
Segundo a imprensa holandesa, a igreja já sabia da relação do padre há vários anos, mas não havia se manifestado. A reação foi causada após Peijnenburg ter publicado um texto contra o celibato dos sacerdotes, o que deu a seus superiores provas escritas de seu casamento. “Houve reações de outros padres e, como nós tivemos uma confirmação escrita, não podemos deixar as coisas continuarem como estão”, alegou o representante da igreja.
O padre Peijnenburg, que atuava em Den Bosch, uma das zonas mais conservadoras da Holanda, já tomou sua decisão: “Naturalmente eu escolhi Threes. Nós continuaremos juntos”.

Notícias Cristãs com informações do RFI.





Em meu ver o erro está na direção da Igreja em ter deixado o caso perdurar por todo esse tempo e não ter tomado a decisão que agora estão tomando.
Ora, se nos estatutos, ordem ou determinação da Igreja é que os padre não devem ser casados, não deveriam terem deixado o caso se arrastar até aqui, agora ele dizem não terem feito por não haver documentos escritos, mas o que nos deixa estarrecidos é que isso com certeza não estava as escondidas. 
Embora eu não sendo seguidor da ICAR, sempre achei um erro, exigirem o celibato dos padre, abrindo com isso brechas para a pedofilia, se bem que existem Pastores protestantes que estejam envolvido com a pedofilia, mesmo sendo casados. Mas, em menor escala. Quando vemos o caso de um casado partir para esse tipo de crime, vemos como absurdo dos mais absurdos do mundo. Não estou dizendo que um solteiro tenha razão para este ato vergonhoso, todos são merecedores da mesma punição!


Escrito por;

***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário