Follow by Email

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

IGREJA CATÓLICA HOLANDESA INDENIZARÁ VITIMAS DE ABUSOS SEXUAIS

A Igreja Católica holandesa aceitou nesta segunda-feira pagar indenizações às vítimas de abusos sexuais por parte de seus eclesiásticos sempre e quando existam provas, inclusive nos casos nos quais o delito já tenha prescrito, segundo anunciou a Conferência Episcopal.
A decisão, comunicada em um documento de 11 páginas emitido pela conferência, segue as recomendações publicadas em junho pela comissão dirigida por um catedrático da Universidade de Rotterdã, Siewert Lindenbergh, que analisou durante um ano a possibilidade que a Igreja compensasse às vítimas desses abusos.
Segundo essa comissão independente, as vítimas de abusos sexuais têm direito a uma indenização que poderia chegar aos 100 mil euros nos casos mais graves (por exemplo violações repetidas), enquanto outras compensações oscilariam entre os 5 mil e os 25 mil euros.
A Holanda investiga desde março de 2010 os supostos abusos sexuais por parte de membros da Igreja Católica, depois que foi registrado quase 2 mil denúncias desde que a comissão começou suas pesquisas. Até o momento, 48 pessoas teriam direito a uma indenização, já que suas denúncias foram demonstradas nos tribunais.
A comissão que estuda os casos, dirigida pelo ex-ministro Wim Deetman, espera divulgar seus últimos resultados ainda no final de 2011. Formada por analistas independentes, mas aprovada pela Conferência Episcopal, investiga os abusos cometidos no país desde 1945 até a atualidade, e foi criada em março após uma onda de denúncias de abusos sexuais a menores.

De acordo com o site NOTÍCIAS CRISTÃS: http://news.noticiascristas.com/2011/11/igreja-catolica-holandesa-indenizara.html#ixzz1dJGa7miW 


Ao meu ver a Igreja demorou muito tempo em tomar tal decisão, embora se há um dito popular que gosto dele, que diz. (Antes tarde que nunca). Contudo seja um tarde muito tarde, mas vendo por lado bom, ainda bem que a direção de Igreja Católica da Holanda teve uma brilhante iniciativa. Com vindo abrir brecha para que a direção dos demais países temem a mesma iniciativa, e aceitem de uma vez por todas de que seus representantes cometeram tal delito e que por serem representante dela meio à seus fiéis seguidores, A Entidade por sua vez ha de arcar com a responsabilidade por estes aprovado estarem falando em seu nome.
É-se entendido que cada um de nós somos responsáveis por nossos atos pessoais, contudo nesse caso específico, estes só não feriram a ética pessoal, como também a ética moral da fé de um povo que segue determinada religião acreditando piamente no  tal representante que está falando em um nome não só de uma religião de alto conceito, mas, também em nome de um "DEUS" que 99,99% da humanidade acreditam de algum modo, não falando em religiosidade, mas, puramente na fé.
Não quero eu aqui pegar carona num ato de grandeza, para difamar quem quer que seja, mas, quero deixar claro que meu ponto de vista se abrange à toda religiões com seus representantes, seja o Padre da ICAR, o Pastor, de igrejas evangélicas, o Pai de santo do espiritismo tanto da alta quanto do chamado baixo, do Budismo, ou seja lá que religião for, os tais falam em seus deuses e representam suas entidades religiosas, e por esse motivo teria, digo, teriam, que serem no mínimo éticos, para não dizer responsáveis no geral. Mas, como grande maioria desses, se dizem humildemente financeiros fracos, com isso ficando livres de indenizar suas vítimas. Porém há sempre um meio que se possa fazê-los pagar por seus atos não só com a cadeias, mas, deveriam todos sem exceção, serem obrigados a prestarem serviços à comunidade, e sempre acompanhado de observadores para não terem a oportunidade em voltarem cometer o mesmo delito ou até mesmo de fugirem da cadeia.
Mas conforme notícia escrito por eu aqui anteriormente de que já se haja quem esteja tentando manipular as leis com a lorota de que esse tipo de delito poderia ser visto como uma orientação sexual, e não como crime.
Porém queremos acreditar que com essa decisão da igreja esses tais especialistas tenham a ombridade em retroagir em seus idealismos  e voltem atras com seus infame comentários e falácias maldizentes, para não ajudarem a esses criminosos serem livres de seus atos horrendos e nojentos, muito pior que animais. Que me perdoem os animais, pois, eles não tem essa atitude em abusarem de seus crianças e jovens sem que antes estes tenham entrado no chamado Cio de suas fêmeas, e nunca mante-em    relações macho com macho, porém, não devo sair do assunto, pois o que estamos falando aqui é apenas sobre pedofilia. 


Escrito por;





***FRANCIS DE MELLO***


Nenhum comentário:

Postar um comentário