Follow by Email

terça-feira, 15 de novembro de 2011

(14º Presidente, e o 1° do chamado nova República) "RELEMBRE OS PRESIDENTES DE 122 ANO DE REPÚBLICA"

Getúlio Vargas, (03 de novembro 1930 a 29 de outubro de 1945)

Getúlio Vargas

O “pai dos pobres” foi sugerido a Washington Luís como seu sucessor na presidência pelo governador mineiro Antônio Carlos. O gaúcho era visto como “solução conciliatória” no contexto da política do café-com-leite, tal como havia sido o paraibano Epitácio Pessoa, cujo estado de origem apoiou Getúlio contra Júlio Prestes em 1929. Paraíba, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, tenentistas e opositores de diversos Estados constituíram a Aliança Liberal para enfrentar Prestes, cuja vitória não foi aceita. 

Em 3 de outubro, getulistas gaúchos tomaram o quartel-general da 3ª Região Militar e iniciaram uma marcha até o Rio. Governos foram depostos em todo o País até a derrubada do presidente, em 24 de outubro, por militares que entregam o poder a Getúlio no dia 3 de novembro, dando fim à República Velha. Getúlio administrava o País por decretos, pelos quais suspendeu as garantias da Constituição de 1891, fechou os congressos e câmaras de todo o País, excluiu da apreciação judicial os atos de seu governo e aposentou compulsoriamente militares opositores. Por outro lado, envolvidos em movimentos revolucionários foram anistiados, o voto feminino foi instituído, os diretos trabalhistas foram ampliados e foram criados os Correios, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a carteira de trabalho, leis de proteção aos animais e o Instituto Nacional de Estatística (atual IBGE). 

O endurecimento político culminou no Estado Novo, implantado em 1937, com adoção de nova Constituição. A imprensa passou a sofrer censura, e “subversores” foram torturados. Datam do Estado Novo a Companhia Siderúrgica Nacional e os códigos de Trânsito, de Processo Penal e de Processo Civil. Getúlio manteve o País neutro em relação à Segunda Guerra Mundial até o bombardeio de navios brasileiros por submarinos alemães e italianos, que arrastou o Brasil para as trincheiras dos Aliados. Apesar do apelo popular do paternalismo varguista, o abrandamento do regime após a guerra foi sintoma de seu declínio. Vargas acabou deposto em 29 de outubro de 1945 pelos militares que compunham o seu ministério.

Curiosidade: Com apenas 1,60 m de altura, Vargas exigia que seus fotógrafos oficiais escolhessem ângulos específicos para que ele parecesse mais imponente do que, de fato, era.
Foto: Portal Brasil / Divulgação
postado por;



**FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário