Follow by Email

segunda-feira, 7 de maio de 2012

"O PRÉ-CANDIDATO À PREFEITURA DE SÃO PAULO, GABRIEL CHALITA (PMDB)ELOGIOU MALUF (PP) E ERUNDINA (PSB) E DETONOU SERRA E KASSAB"


SP: Chalita 'bate' em Serra e Kassab, mas 'flerta' com Maluf e Erundina.




















O pré-candidato pelo PMDB à prefeito de São Paulo passou por sabatina promovida pelo Terra e pelo SBT. Foto:  Edson Lopes Jr./Terra
O pré-candidato pelo PMDB à prefeito de São Paulo passou por sabatina promovida pelo Terra e pelo SBT
Foto: Edson Lopes Jr./Terra


De olho nas alianças em torno de sua campanha, o pré-candidato do PMDB à prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita, elogiou, durante sabatina promovida nesta segunda-feira pelo Terra e pelo SBT, os ex-prefeitos Paulo Maluf (PP) e Luiza Erundina (PSB), cujos partidos ainda não sinalizaram apoio a nenhum de seus concorrentes nestas eleições.
"Qualquer candidato gostaria de ter a Erundina como vice. Ela representa tudo o que há de ético e correto na política. Mas eu acho difícil (isso acontecer)", afirmou o peemedebista, que foi do PSB - partido de Erundina -, mas deixou a legenda para se filiar ao PMDB, em 2011.
Chalita, que recentemente se encontrou com Maluf para propor uma aliança, também desconversou sobre as acusações de corrupção que pesam contra o pepista, e disse não ver problemas em conversar com ninguém.
"O Maluf é presidente estadual do PP, um partido que tem um tempo considerável de TV, então todos nós o procuramos, todos os partidos o procuraram. E ele tem uma história muito interessante, tem experiência. (...) Conversar com uma pessoa não significa que você concorda com todas as coisas da vida dela", completou.
Tanto o PP quanto o PSB vêm sendo sondados pelas campanhas de Serra e do pré-candidato petista, Fernando Haddad, para compor alianças, mas os partidos ainda não anunciaram qual político deve ter seus apoios.

Ataques


Por outro lado, o deputado federal foi enfático ao criticar o ex-governador José Serra, pré-candidato do PSDB - partido ao qual foi filiado por cerca de 20 anos -, o qual, em sua opinião, representa um "estilo de fazer política" diferente do seu.
"Eu realmente nunca tive uma boa relação com ele. Acho que o Serra representa um estilo de fazer política, e eu represento um estilo de fazer política diferente do dele", disse o peemedebista que, em mais de um momento, destacou que o tucano descumpriu sua palavra ao deixar a prefeitura de São Paulo para concorrer ao governo do Estado em 2006.
Ele também não poupou críticas o prefeito Gilberto Kassab (PSD), para quem faltou "vontade política" para administrar a cidade.
"Ele se comprometeu a fazer 69 km de corredores de ônibus, mas não fez nenhum quilômetro. (...) O programa 'menina dos olhos' da presidenta Dilma é o Minha Casa, Minha Vida, mas ele entregou apenas 300 casas populares (financiadas com ajuda do programa). (...) E o Kassab coloca dinheiro só em anos eleitorais no metrô", enumerou Chalita.
Em tom de ironia, o peemedebista elogiou o que classificou como um "talento" de Kassab: o de arrecadar dinheiro para os cofres da prefeitura. "Veja que em dia de chuva os semáforos param de funcionar, mas os radares não. Então a prefeitura não para de arrecadar nunca", disse.
Durante uma hora de entrevista, Chalita também apresentou suas propostas para a cidade, sobretudo na área de educação - sua principal bandeira eleitoral. "Meu projeto é que as escolas em tempo integral sejam implantadas em oito anos", disse.
Católico, Chalita disse ainda que irá se esforçar para conseguir os votos de adeptos de todas as religiões. "Eu sou católico, mas não acho que os católicos votarão em mim só por causa disso. (...) Eu não acredito nessa lavagem cerebral religiosa", completou.
O primeiro concorrente à prefeitura de São Paulo sabatinado foi Fernando Haddad (PT), entrevistado no dia 25 de abril. No último dia 30, foi a vez Soninha Francine. Após Gabriel Chalita, as sabatinas Terra/SBT recebem Paulinho da Força (PDT) no dia 14 de maio; Netinho de Paula (PCdoB) no dia 16 de maio; e Celso Russomanno (PRB) no dia 21 de maio. José Serra, pré-candidato do PSDB, foi convidado a dar entrevista no dia 23 de maio, mas ainda não confirmou presença.

Sobre o Terra


Terra é uma das 30 maiores empresas líderes de mídia digital no mundo, com uma audiência mensal de cerca de 100 milhões de pessoas, graças ao conteúdo de entretenimento, esportes e informação, em português, espanhol e inglês. Seu conteúdo é oferecido em 19 países nas Américas e Europa, em uma variedade de telas e dispositivos conectados, incluindo PCs, tablets, smartphones, TVs conectadas e telas de DOOH.
Escolhido no ano passado como uma das "Empresas Mais Inovadoras do Mundo" pela revista americana Fast Company, o Terra vem, ao longo de sua história, revolucionando a forma como as pessoas consomem conteúdo e serviços digitais. Além do conteúdo informativo de seus portais, vale destacar serviços e produtos reconhecidos mundialmente, como o serviço de música digital Sonora e sua plataforma de vídeo on-demand Sundaytv. Também têm papel de destaque as transmissões ao vivo de grandes shows, em sua plataforma Terra Live Music in Concert, assim como o de grandes eventos desportivos, como os Jogos Olímpicos.

Sobre o SBT


Rede de televisão com 30 anos de história, o SBT atinge 186 milhões de telespectadores e está presente em 97% dos lares brasileiros com televisão. A equipe de jornalismo foi recentemente reforçada, e hoje o time de apresentadores do SBT conta com Joseval Peixoto, Rachel Sheherazade, Carlos Nascimento, Cynthia Benini, Karyn Bravo, Hermano Henning, Analice Nicolau e Joyce Ribeiro, entre outros.





















***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário