Follow by Email

domingo, 6 de maio de 2012

"O PASTOR YOUSEF NADARKHANI CONDENADO A CENTENÇA DE MORTE NO IRÃ, CORRE GRANDE RISCO POR SEU ADVOGADO TER SIDO CONDENADO A PRISÃO, E TER PERDIDO O DIREITO EM EXERCER A FUNÇÃO POR DEZ ANOS"


Advogado do pastor Yousef Nadarkhani foi condenado a nove anos de prisão, e pode ser preso a qualquer momento.












Advogado do pastor Yousef Nadarkhani foi condenado a nove anos de prisão, e pode ser preso a qualquer momento








O advogado de defesa do pastor Yousef Nadarkhani teria sido condenado a nove anos de prisão por atos de propaganda contra o regime teocrático do Irã e violação da segurança nacional do país, de acordo com informações do jornal inglês The Guardian.
Mohammad Ali Dadkhah é conhecido no Irã por defender diversas pessoas no corredor da morte, e afirmou que em sua sentença, foi proibido de exercer sua função de advogado por 10 anos, além de não poder lecionar em universidades. “Fui condenado por agir contra a segurança nacional, espalhar propaganda contra o regime e manter livros proibidos em casa”, afirmou durante a entrevista.
Segundo ele, a notícia foi dada enquanto ele defendia um de seus clientes. “Eu estava em um tribunal em Teerã, defendendo um de meus clientes, Davoud Arjangi, um ativista político preso no corredor da morte quando o juiz me disse que minha própria sentença havia sido aprovada e logo eu seria levado à cadeia para cumprir nove anos de sentença”, relatou Dadkhah.
O Centro Americano para Lei e Justiça (ACLJ), que tem acompanhado de perto o caso do pastor Nadarkhani, demonstrou preocupação através de seu diretor executivo, Jordan Sekulow: “A notícia de que este renomado advogado de direitos humanos foi condenado à prisão por autoridades iranianas é muito preocupante”, afirmou, em comunicado. “Esse desenvolvimento só reforça o fato de que o Irã não tem respeito pelos direitos humanos básicos. Também levanta outra preocupação sobre o destino do pastor Yousef. Com o seu advogado enfrentando nove anos de prisão, e nenhum outro advogado disposto a assumir o caso, o pastor Yousef não tem nenhum defensor legal, o que o coloca em maior risco”, acrescentou.
O ACLJ confirmou na última quarta-feira, 02/05, que o pastor Yousef Nadarkhani está vivo. Hoje, sexta-feira, 04/05, completam-se 935 dias que o pastor Yousef Nadarkhani foi preso.







***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário