Follow by Email

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

"SECRETARIO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO DIZ QUE NO CASO DE GREVE, TEM PLANO DE COMO MANTER A SEGURANÇA"


Secretário: RJ tem condições de manter segurança em caso de greve.
07 de fevereiro de 2012  17h23





Polícia reforça a segurança na entrada da Assembleia Legislativa do Rio, onde ocorre votação do projeto que prevê reajuste salarial de quase 39% no .... Foto: André Naddeo/Terra
Polícia reforça a segurança na entrada da Assembleia Legislativa do Rio, onde ocorre votação do projeto que prevê reajuste salarial de quase 39% no biênio 2012/2013 para policiais militares, civis, bombeiros e agentes penitenciários
Foto: André Naddeo/Terra


O secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse nesta terça-feira que o Estado tem condições de garantir a segurança da população mesmo que as polícias Militar e Civil entrem em greve na próxima sexta-feira. "Temos um protocolo de ações para atuação em caso de paralisação. A sociedade pode ficar tranquila que temos mecanismos de manter a ordem", afirmou.
Beltrame não quis especificar as ações que poderiam ser colocadas em prática, mas assegurou que elas seriam de efetividade imediata. "São estratégias que podem ser desencadeadas com rapidez. Mas eu espero que a sociedade não precise ver essas ações", afirmou o secretário.
Ele se colocou à disposição do comando dos policiais grevistas para conversar, mas ressaltou que há um investimento sendo feito na melhora dos salários. "Até 2013, os policiais terão reajustes de 100% em comparação com o que ganhavam dois anos atrás. Levando em conta que a inflação anual é de 6%, há investimento grande. Existe uma opção por segurança pública", disse Beltrame.
O secretário disse ainda que uma greve agora seria ruim para os policiais. "Paralisação agora prejudicaria todo mundo, mas principalmente as forças de segurança pública que gozam de um conceito bem melhor junto à população do que nos outros Estados", explicou.
Na tarde desta terça, a Assembleia Legislativa do Rio vota, em discussão única, o projeto enviado pelo governador Sérgio Cabral, há seis dias, que prevê reajuste salarial de quase 39% no biênio 2012/2013 para policiais militares, civis, bombeiros e agentes penitenciários. A sessão começou às 16h30.
Durante o dia, o policiamento no local foi reforçado. De acordo com a assessoria de imprensa do Palácio Tiradentes, a colocação de grades de proteção e a presença de policiais e três carros do Batalhão de Choque são para preservar o prédio, que é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).






Postado por;








***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário