Follow by Email

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

RJ: Cabral diz que PM respeita comando e não fará greve




RJ: Cabral diz que PM respeita comando e não fará greve





O governador do Rio, Sergio Cabral, disse na manhã desta segunda-feira, em entrevista à rádio CBN, que não acredita que policiais militares e bombeiros do Rio entrem em greve a partir da próxima sexta-feira, dia que começa a operação Carnaval em todo o Estado: "No Rio, há comando, há respeito da corporação a esse comando e garanto que nossos profissionais de segurança têm consciência de que o serviço deles é essencial", afirmou Cabral. Ainda assim, o governador concordou com seu colega baiano, Jaques Wagner, e disse que pode existir um movimento para levar a greve da polícia, que começou na Bahia na semana passada, a todo o País. "Sinto um movimento de um grupo reduzido de políticos de oposição, e de quem perdeu as últimas eleições, mas as corporações no Rio não vão se contaminar" afirmou, sem citar nomes.
Cabral disse ainda que o reajuste que enviou à Assembleia Legislativa do Rio na semana passada e que será votado esta semana vai elevar o salário mínimo de policiais e bombeiros a mais de R$ 2 mil, valor que seria maior do que a proposta inicial dos próprios policiais. O governador também disse que, no caso da Polícia Civil, o mínimo já ultrapassa os R$ 4 mil. "Todo movimento tem setores radicais, que trabalham com a ideia de quanto pior, melhor. O aumento dos policiais vai ter um impacto de R$ 1 bilhão no orçamento do Estado e não tenho mais intenção eleitoral. Já fui reeleito e estou trabalhando apenas pelo bem do Estado", explicou.



Postado por;







***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário