Follow by Email

sexta-feira, 16 de março de 2012

'A BUSCA DE UMA VIDA MELHOR; NÃO CONSISTE EM APENAS RIQUEZAS MATERIAIS"

PARA SE TER EXITO NA VIDA NÓS NÃO SÓ PRECISAMOS DE DINHEIRO E FAMA; MAS DE MUITO MAIS QUE ISSO!










A sua busca secreta tornará a sua vitória pública. Embora muitas pessoas não reconheçam a importância de uma vida devocional disciplinada, é necessário que tenhamos o hábito saudável de buscar a Deus todos os dias. Ele é a nossa fonte de riquezas em todos os sentidos. Ele disse: “Dar-te-ei os tesouros escondidos, e as riquezas encobertas, para que saibas que eu sou o Senhor, o Deus de Israel, que te chama pelo teu nome” (Is 45.3). É certo, porém, que essas riquezas não se limitam a bens materiais ou prosperidade financeira. A verdadeira riqueza de um homem vai muito além de tudo isso. Ela não se refere ao que ele recebe, mas ao que ele dá. Por isso, temos que levantar um altar íntimo em nosso coração e ali oferecer o que temos de melhor para Deus. O altar é um lugar de ofertas, de entrega e de sacrifícios. Abraão conheceu Jeová Jirê enquanto subia o monte para sacrificar o seu único filho Isaque (Gn 22). Deus não permitiu que ele matasse o rapaz, mas provou a sua fé e a sua capacidade de dar a Ele tudo o que mais amava. Deus não mudou, e ainda deseja ser encontrado no monte da adoração e no altar secreto do seu coração. Jesus disse: “Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente” (Mt 6.6). Sendo assim, invista e cresça no seu relacionamento com Deus, porque isso será um fator determinante para a sua vitória. E “não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam, mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Mt 6.19-21).
Quando a calamidade chegar, vá para um lugar mais alto. Não se desanime nem desista do sonho que Deus lhe fez sonhar. Diga como o profeta Habacuque: “O Senhor Deus é minha força, ele fará os meus pés como os da corça, e me fará andar sobre os meus lugares altos” (Hc 3.19). Ele aprendeu a viver pela fé, com os olhos voltados somente para Deus, crendo a partir da condição e da posição que Ele havia lhe dado através da Sua Palavra. Por isso ele confessou: “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado. Todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação” (Hc 3.17,18 – itálico nosso). As circunstâncias não podem e não devem reter o seu cântico de alegria. Mesmo que tudo pareça contrário, se os seus olhos estiverem postos em Deus e em Suas promessas, a sua fé liberará o cântico da esperança e será o instrumento da restauração divina. Se for preciso, ministre a sua alma como fez o salmista: “Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei pela salvação que há na sua presença” (Sl 42.5). Entenda que todas às vezes que clamamos pela visitação de Deus e pedimos que Ele restaure a nossa terra, os ventos do Espírito não sopram apenas de um lado. “Levanta-te, vento norte, e vem tu, vento sul; assopra no meu jardim, espalha os seus aromas. Entre o meu amado no seu jardim, e coma os seus frutos excelentes!” (Ct 4.16 - itálico nosso). Quando este vento sopra acontecem duas operações pelo Espírito de Deus: do sul, vem o refrigério e a calma (Jó 37.17), do norte, as perseguições e as provas, simbolicamente (Jr 1.14). Quando declaramos que a igreja de Cristo é vitoriosa, temos que considerar que o mesmo fogo que derrete a cera endurece o barro. Aproveite estes ventos para subir!
Você irá colher, se não desanimar! A estratégia do inimigo será sempre a resistência, pois o seu objetivo é levá-lo à desistência. O apóstolo Paulo disse aos gálatas: “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido” (Gl 6.7-9). A lei da semeadura é válida tanto para o natural quanto para o espiritual. Por isso, apelamos aos semeadores: não desistam! Não deixem de acreditar, nem parem de semear. Ainda que você tenha semeado e não tenha visto o fruto desejado, lembre-se que existe um tempo determinado para a colheita. Cremos que este é o tempo determinado pelo Senhor para abençoá-lo com prosperidade. Não interrompa o ciclo de Deus! A única coisa que pode impedí-lo de colher é a desistência. Lance as suas sementes com fé, liberalidade e generosidade. Semeie amor, gratidão, fidelidade, bondade, etc., e os frutos do Espírito romperão em sua vida trazendo crescimento e prosperidade espiritual. No tocante às suas finanças, continue semeando com fidelidade seus dízimos e ofertas. Salomão disse: “Um dá liberalmente e se torna mais rico; outro retém mais do que é justo e se empobrece” (Pv 11.24). Entenda que o segredo de receber é dar. Aquele que é egoísta e mesquinho guarda tudo para si e fica pobre, mas aquele que entende a importância da transferência reparte e multiplica as suas provisões. Está escrito: “Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos deitarão no regaço; porque com a mesma medida com que medis, vos medirão a vós” (Lc 6.38).

















***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário