Follow by Email

quinta-feira, 29 de março de 2012

Por ciúmes, brasileira é esfaqueada por noivo da mãe em Lisboa


Por ciúmes, brasileira é esfaqueada por noivo da mãe em Lisboa.











Erillen Gaia foi agredida ao tentar defender a mãe. Foto: Facebook/Reprodução
Erillen Gaia foi agredida ao tentar defender a mãe
Foto: Facebook/Reprodução



Uma paraense de 21 anos está internada em estado grave em um hospital de Lisboa, capital de Portugal, após ser esfaqueada e receber golpes de martelo do noivo de sua mãe. O agressor, Bruno Almeida, desconfiava de uma suposta relação incestuosa entre a noiva, Ester Xabregas, e a filha dela, Erillen Gaia. O crime aconteceu no último domingo, e Erillen segue em estado grave.
Bruno e Ester são seguidores da Igreja da Nova Aliança, que proíbe que o casal mantenha relações sexuais antes do casamento. Segundo as investigações, a Erillen lutou contra o agressor para defender a mãe, que também foi ferida, mas não corre risco de morrer.
Segundo a família, Erillen Gaia havia se mudado para morar com a mãe havia três meses. No dia do crime houve uma discussão entre o casal por conta da desconfiança de Bruno, que chegou a esfaquear Ester no rosto e na cabeça. Para proteger a mãe, Erillen lutou com Bruno e foi esfaqueada no abdome, peito e pescoço. Ela ainda recebeu golpes com um martelo de cozinha na cabeça.
As duas foram encaminhadas ao Hospital de Santa Maria. Ester foi atendida e liberada no mesmo dia. Já a filha passou por cirurgia e seu quadro é considerado grave.
O irmão de Erillen, Eron Xabregas, viajou para Portugal ontem para acompanhar o caso. Ele chegou à capital portuguesa na manhã desta quinta-feira e mandou notícias da jovem à família em Belém (PA). "Hoje ela tentou movimentar os braços, as pernas e o corpo, mas continua em coma induzido, porque está se recuperando da cirurgia", contou o pai da vítima, Zaqueu Garcia.
De acordo com Zaqueu, o estado da jovem ainda é considerado grave e não há previsão para a retirada da sedação. O acusado, Bruno Almeida, que já havia sido detido, teve prisão decretada. "Hoje tivemos informação que a prisão dele foi oficialmente decretada", disse o pai da vítima. O Itamaraty acompanha o caso.








***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário