Follow by Email

quinta-feira, 1 de março de 2012

Pastor Ciro Sanches faz pregação na qual divide evangélicos em “quatro tipos de crente”





O pastor Ciro Sanches Zibordi fez uma pregação na Assembleia de Deus do Ministério de Cordovil, na qual dividiu os religiosos cristãos no que ele chamou de “quatro grupos de crente”. O pastor disse que escolheu falar especificamente de quatro tipos de crente porque na “numerologia bíblica” o número quatro representa, segundo ele, plenitude e totalidade.
Descrevendo características específicas desses quatro grupos Ciro Sanches utilizou passagens bíblicas específicas para exemplificar cada um dos tipos por ele descrito. Listamos abaixo cada tipo descrito na pregação e a representação bíblica utilizada como referência pelo pastor:
O crente que diz que é crente
Para exemplificar esse tipo, o pastor citou Mateus 7:21-22 que afirma: “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?”
O crente que parece ser crente
Citando os versículos 25 a 28 do capitulo 23 do evangelho de Mateus, Ciro Sanches falou dos crentes que apenas aparentam seguirem os ensinamentos de Cristo. No trecho bíblico Jesus exorta: “Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês limpam o exterior do copo e do prato, mas por dentro eles estão cheios de ganância e cobiça. Fariseu cego! Limpe primeiro o interior do copo e do prato, para que o exterior também fique limpo. Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês são como sepulcros caiados: bonitos por fora, mas por dentro estão cheios de ossos e de todo tipo de imundície. Assim são vocês: por fora parecem justos ao povo, mas por dentro estão cheios de hipocrisia e maldade”.
Aquele que pensa que é crente
Em Apocalipse 3:1 está escrito: “Ao anjo da igreja em Sardes escreva: Estas são as palavras daquele que tem os sete espíritos de Deus e as sete estrelas. Conheço as suas obras; você tem fama de estar vivo, mas está morto”. Esse foi o exemplo escolhido pelo pastor para ilustrar os que, de acordo com a lógica de seu sermão, apenas pensam serem crentes.
Aquele que é de fato
Para exemplificar aqueles que, seguindo a lógica da pregação, são reconhecidos por Deus como crentes verdadeiros, o pastor citou Apocalipse 3:8 que diz: “Conheço as suas obras. Eis que coloquei diante de você uma porta aberta que ninguém pode fechar. Sei que você tem pouca força, mas guardou a minha palavra e não negou o meu nome”.
Assista a pregação na íntegra:





Postado por;







***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário