Follow by Email

domingo, 11 de março de 2012

"EX-PRESIDENTE LULA TEM ALTA MAS CONTINUARÁ EM TRATAMENTO COM ANTIBIÓTICO ATÉ DIA 16/03"


Lula deixa hospital em SP, mas segue tratamento até dia 16.










O ex-presidente fez sinal positivo ao deixar o Hospital Sírio-Libanês pelo estacionamento. Foto: Tercio Teixeira/Futura Press
O ex-presidente fez sinal positivo ao deixar o Hospital Sírio-Libanês pelo estacionamento
Foto: Tercio Teixeira/Futura Press




O ex-presidente Lula deixou o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por volta das 15h20 deste domingo. O ex-presidente vai continuar o tratamento com antibióticos até sexta-feira. Acompanhado da mulher, Lula não conversou com a imprensa, saiu pelo estacionamento e entrou direto em um veículo cercado por seguranças. O ex-presidente estava internado havia uma semana por conta de uma pneumonia.
Apesar da alta, Lula continuará tomando antibióticos durante a semana, segundo o médico do ex-presidente, Roberto Kalil Filho. "O paciente alcançou a melhora clínica e deverá receber antibiótico ambulatorialmente no hospital até o dia 16. Durante a internação, o paciente atingiu uma acentuada melhora clínica e normalização dos exames de sangue e da tomografia de tórax", diz o boletim médico divulgado neste domingo, logo após a alta de Lula.
Kalil afirmou que Lula está "muito bom" e que pode voltar a trabalhar ainda nas próximas semanas. "Ele pode retomar a vida dele nas próximas semanas, mas é necessário repouso nos próximos dias", disse. Kalil afirmou que Lula chegou a perder alguns quilos, mas não confirmou quantos. Ele dsse também que a pneumonia do ex-presidente teria acontecido por uma baixa imunidade, e que a recuperação depende de "bom senso" do ex-presidente.
O médico afirmou ainda que Lula deverá voltar ao hospital até o fim de março, para constatar se o câncer foi extinto. Segundo Kalil, o ex-presidente não perdeu o bom humor durante o tratamento. O médico afirmou ainda que Lula faz questão de que a imprensa acompanhe os desdobramentos do tratamento. Ele afirmou que conversava com os jornalistas a pedido do próprio ex-presidente.
Diagnosticado com pneumonia no último domingo (4), o Lula estava internado no Sírio-Libanês para receber tratamento com antimicrobianos contra pneumonia, que estava em estágio inicial. A doença é considerada normal que pacientes que tenham passado por tratamentos como radioterapia - que ele concluiu em fevereiro contra um câncer de laringe.
Após queixa de dores de garganta, Lula realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro de 2011. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe, que seria inicialmente tratado por quimioterapia.
O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de "caroço" na garganta e falta de ar.







***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário