Follow by Email

quarta-feira, 4 de abril de 2012

ASSALTANTE DE MOTEL PAGA COM A VIDA EM ASSALTO MAU SUCEDIDO NUM MOTEL EM BELO HORIZONTE-MG"





MG: funcionárias de motel reagem a assalto e matam ladrão.









Duas funcionárias de um motel reagiram a um assalto na madrugada desta quarta-feira e mataram o suspeito que teria tentado roubar o estabelecimento em Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte (MG). Elas disseram para a Polícia Civil que contaram com a ajuda de um cliente.
De acordo com a Polícia Militar, Priscila Fernandes Resende, 30 anos, e Marlene Aparecida de Abreu, 41 anos, trabalhavam no motel localizado na Via Expressa, bairro Jardim das Oliveiras, quando foram surpreendidas pelo homem armado, que anunciou assalto.
Segundo o boletim de ocorrência, as duas funcionárias "perceberam que a arma do ladrão era de brinquedo e foram para cima do suspeito". Em seguida, imobilizaram o homem e o amarraram com cabos elétricos. Passado alguns minutos, as mulheres notaram que ele estava desmaiado e chamaram a polícia. Os militares constataram a morte do rapaz, que não foi identificado por não estar com documentos pessoais. As funcionárias foram presas e levadas para a 6ª Delegacia Seccional de Contagem, onde prestaram depoimento na manhã de hoje.
De acordo com o delegado Luciano Vidal, o suspeito entrou no motel acompanhado de um travesti. Ele roubou o caixa do motel e se preparava para assaltar um cliente, "que reagiu e com a ajuda das duas mulheres e conseguiu imobilizá-lo". "Em um momento de distração do homem, o cliente conseguiu segurá-lo e conter a ação do bandido. Em seguida, ele e as funcionárias amarraram os pés e mãos do suspeito com cabos elétricos".
Depois que o bandido foi imobilizado, o cliente deixou o local: "Elas nos relataram que o suspeito começou a se debater e ele mesmo se enrolou com os cabos e acabou se asfixiando", disse o delegado. As duas mulheres foram ouvidas e liberadas: "Elas agiram em legítima defesa," informou Vidal. O homem que teria ajudado as duas ainda não foi identificado.
Quem dera todos os assaltantes se dessem mau como esse bandido sem noção, contudo sabe-se que estas funcionárias vão ter que estar respondendo ou prestando esclarecimentos a justiça por um bom tempo. Mas, esse tipo de constrangimento vale a pena, pois mais um vagabundo é tirado de circulação, muito embora não devemos tirar a vida de quem quer que seja, mas, no caso delas, reagiram em legítima defesa como dito pelo próprio delegado do caso.








***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário