Follow by Email

quarta-feira, 13 de junho de 2012

"ALCKMIN PARTICIPOU DE LANÇAMENTO DE CAMPANHA CONTRO O BULLYING"





Alckmin lança campanha contra o bullying e incentiva denúncias.












O governador participou do evento junto à primeira dama, Lu Alckmin. Foto: Carlos Pessuto/Futura Press
O governador participou do evento junto à primeira dama, Lu Alckmin
Foto: Carlos Pessuto/Futura Press




O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, participou do lançamento de uma campanha contra o bullying nas escolas, na manhã desta quarta-feira, na Escola Estadual Visconde de Itaúna, no Ipiranga. Durante seu discurso, o governador fez questão de ressaltar a importância da denúncia em relação ao problema e citou o exemplo do futebol, lembrando a partida decisiva desta quarta, entre Santos e Corinthians, na Vila Belmiro, pela semifinal da Copa Libertadores.
"O Santos vencendo a partida desta noite, não humilhe, mas conforte quem precisa ser confortado", brincou o santista Geraldo Alckmin, arrancando risos e até mesmo algumas vaias dos estudantes corintianos que estava presente no evento desta manhã.
A campanha contra o bullying (facebook/chegadebullying) é encabeçada pelo Facebook e pelo canal de televisão Cartoon Network. A ideia da ação é criar uma página na rede social em que os próprios estudantes poderão denunciar maus-tratos por parte de seus colegas de escola, podendo também reportar a professores e pais sobre o ocorrido.
"Bullying não é brincadeira, pois brincadeira é alegre, descontraída e aproxima as pessoas. Já o bullying magoa, afasta o jovem do seu ciclo. Precisamos evitar isso, principalmente na fase de formação das nossas crianças", afirmou o governador, que estava ao lado da primeira dama Lu Alckmin. "O bullying sempre existiu, me lembro nos meus tempos de estudante. Mas hoje temos o bullying virtual e é importante trabalhar para não utilizar as redes sociais para depor contra seus colegas. É uma tarefa de todos", completou.
De acordo com Daniela Vieira, gerente de conteúdo do Cartoon Network, de 50% a 70% dos adolescentes da América Latina já sofreram bullying alguma vez na vida. Ela destacou ainda que essa já é a segunda fase da campanha contra esse problema. "A primeira fase da campanha teve o compromisso de explicar e esclarecer o que é o bullying. E dessa fase vamos fazer com que todos participarem".
O vice-presidente do Facebook para América Latina, Alexandre Hohagen, também esteve na Visconde de Itaúna e ressaltou a importância da campanha e o apoio do Governo do Estado na ação. "Queremos deixar disponível em nossa rede social para que as pessoas, principalmente crianças, possam assumir o compromisso de que irão reportar caso vejam ou sejam alvo de alguma situação de bullying. Serve para darmos mecanismos para que os pais e adultos possam receber essa informação e possam tomar uma ação e agir em cima disso".
De acordo com Hohagen, a ideia é fazer da tecnologia uma verdadeira parceira da luta contra o problema. "Acreditamos que um mundo conectado é um mundo muito melhor. O grande desafio é saber como usar essas tecnologias de uma forma positiva e de uma forma do bem. Sabemos que o bullying existe há um tempo, mas durante muito tempo as pessoas tiveram pouca oportunidade de trazer isso à tona. O que estamos apresentando hoje é trazer uma plataforma para vocês terem uma voz", completou.








***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário