Follow by Email

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

"O BRASIL ESTARÁ SEGUINDO O MODELO DOS USA NA PRÓXIMA ELEIÇÃO ELEGENDO UM NEGRO"




ACABA DE APARECER UM FORTE CONCORRENTE PARA AS PRÓXIMAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAL NO BRASIL.




O atual presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa parece estar com a popularidade em alta. Pelo menos é o que garante o resultado de uma recente sondagem do Instituto de Pesquisas Ipespe publicado pelo jornal Folha de São Paulo, segundo matéria publicada na Exame.com. Barbosa, de acordo com a sondagem, poderia até cogitar a possibilidade de ser Presidente da República.
Portanto novo presidente do Supremo Tribunal Federal, o Ministro Joaquim Barbosa é o mais novo concorrente para as próximas eleições para presidência da República Federativa do Brasil. Seu nome está sendo sondado pelos meios midiáticos brasileiro, como o mais novo nome para se integrar na política. Diante do cenário do julgamento do "MENSALÃO", e sua coesão no que se diz respeito a justiça e trajetória, o ministro acaba de conquistar eleitores e possíveis eleitores e simpatizantes para a presidência de República. Talvez por conta de seu temperamento e segurança com que te traçado esse polêmico julgamento, levando com braço de ferro sem se deixar intimidar por quem quer que seja, e por sua carreira no tribunal, vindo assim sair de uma família simples, saindo de zelador percorrendo quase todos os cargos do tribunal chegando ao cargo máximo daquele órgão federal, mostrando acima de tudo sua honestidade, simplicidade, idoneidade e capacidade no que faz.
Barbosa, se destacou nos últimos tempo pelo seu modo com que tem tratado os responsáveis desse capítulo do "MENSALÃO", sendo ele o relator responsável por incriminar ou abstruir os elementos envolvidos, mostrando assim que sua visão no que diz respeito à coisa pública é muito mais além do que se poderia parecer.
Com isso, Barbosa adquiriu muitos admiradores, simpatizantes e até eleitores que votarão em seu nome caso ele venha ser candidato. E com certeza no momento o Ministro Joaquim Barbosa será o único concorrente a altura para enfrentar tanto a Presidenta Dilma Rousseff, caso venha se candidatar a releição, bem como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da silva, se é sabido que Lula trabalha nos bastidores para se lançar candidato mesmo sabendo que ainda é a vez de sua afilhada, é óbvio que se perceber que o povão não o queira no momento ele se afastará para que Dilma venha ser a candidata do PT, assim como também um possível racha poderá afasta-lo dessa intenção. Porém o que até poucos dias ele nem a cúpula do Partido dos Trabalhadores, nem Dilma contavam no surgimento de um nome para enfrenta-los de igual para igual, o que para estes a vitória estava praticamente garantido. É claro que esta é apenas uma especulação sobre uma possível candidatura de Joaquim Barbosa. Ainda é preciso se levar em conta diversos fatores para que essa possibilidade venha se confirmar, a primeira delas  está na posição de Barbosa em aceitar essa possibilidade, segundo, está no fato de o PT tentar usar a humildade do ministro para tentar desencoraja-lo mais ainda, outro fator, seria do ex-presidente querer tentar usar de sua influência de ex para solicitar que o Ministro se omita em ser candidato, se bem que esta hipótese, é quase que 100% descartado, levando-se em conta a coerência de Barbosa, caso ele se decida, com certeza não seria Lula, Dilma ou quem quer que seja que conseguiria desencoraja-lo, outra possibilidade em veta-lo seria a falta de experiência como político, se bem que esta também não seria o maior inconveniente, mas é uma delas.
Agora se formos citar as grandes possibilidades, ficaríamos aqui escrevendo muitos, mas, para não deixar passar em branco, vamos aqui expor uma delas, senão a principal de todas, que é; a simpatia do público Brasileiro que Barbosa conquistou, o que acho que poderá ajudar e muito em sua possível decisão sobre o assunto.
No caso dele aceitar ser candidato, não só nos está dando o direito a mais opção de escolha, mas como também ajudando a nação brasileira dar um basta no preconceito em que estamos emergido, embora dizem que o país já esteja saindo dessa era preconceituosa, mas tem mostrado totalmente oposto do que dizem.
Se vier se confirmar a candidatura de Barbosa, será o primeiro negro da história da República do Brasil em se ter um candidato negro para o cargo majoritário, seguindo assim o modelo Americano, o que pode levar o país à um bom tempo, principalmente no caso de se consagrar eleito, poderemos sair dessa desinformação racial fazendo-nos enxergarmos aos demais de igual modo a que nos vemos a nós mesmos, onde poderemos com isso também adquirirmos mais coragem em agirmos e cobrarmos nossos direitos de modo igualitário, tanto no que diz respeito ao preconceito, quanto na saúde, educação, saneamento e etc. Se fosse candidato, Joaquim Barbosa poderia ter 50% dos votos, 

Contudo, precisaremos começar a pedir que Barbosa aceite ser candidato, para que possamos ter mais uma novidade na trajetória histórica de nossa país, pois pelo que iremos ler abaixo é nada mais que uma demonstração de humildade de Joaquim Barbosa, diante de seu entrevistador.

Veja sua entrevista a baixo.



"Não posso ser presidente do Brasil por causa da minha franqueza".




Popular também nos Estados Unidos e na França, o ministro Joaquim Barbosa é visto como um possível concorrente da presidente Dilma (ou do ex-presidente Lula) nas eleições de 2014. Mas o atual presidente do STF negou seu interesse no cargo, em entrevista à Bloomberg. A ideia já conta com adeptos, segundo pesquisa do Ipespe. Leia na coluna de Mônica Bergamo, na Folha: ...

NUNCA PENSEI

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, concedeu longa entrevista a Ellis Cose, da Bloomberg. Questionado sobre a possibilidade de concorrer à Presidência, respondeu: "Eu nunca me vi sendo presidente do Brasil. Em primeiro lugar, não sou político. Nunca fui e penso que sou uma pessoa improvável para esse tipo de atividade por causa da minha franqueza. Nunca lidei nem tenho conexões com partidos", diz o magistrado. Portanto, a resposta é não.

Em pesquisa recente feita pelo Ipespe, 24% dos eleitores disseram que votariam "com certeza" em Barbosa para presidente e 26% admitiram que poderiam votar.

NOSSA VEZ

Na mesma entrevista, a Bloomberg perguntou se o ministro não achava irônico que o Brasil estivesse adotando políticas afirmativas em relação aos negros no momento em que os Estados Unidos parecem estar se distanciando delas. "Não é irônico porque os EUA já fizeram muito. O Brasil está começando a fazer alguma coisa", afirma Barbosa.

Fonte: Brasília 247 - 14/12/2012









***FRANCIS DE MELLO***

Nenhum comentário:

Postar um comentário